operação muçambê

Polícia destrói 80,3 mil pés de maconha em setembro no Sertão de Pernambuco

Também foram erradicados 18.640 mil mudas, 30,5 quilos de maconha pronta para consumo, 4 quilos de sementes

JC
JC
Publicado em 22/09/2020 às 9:33
Notícia

DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO: DIVULGAÇÃO/PF
Leitura:

Cerca de 80,3 mil pés de maconha foram erradicados no Sertão de Pernambuco pelas Polícia Federal (Delegacia em Salgueiro), Polícia Militar (1ª, 2ª, 7ª CIPM, BEPI) e Polícia Civil, somando as ações conjuntas dos dias 9, 11 e 18 de setembro. Se esta quantidade da planta fosse colhida, prensada e colocada no mercado, renderia 27 toneladas. O material foi encontrado na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco. Também foram destruídos 18.640 mil mudas, 30,5 quilos de maconha pronta para consumo, 4 quilos de sementes.

A atuação da Polícia faz parte do conjunto de estratégias coordenação-geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, órgão central da Polícia Federal em Brasília, com o objetivo de reduzir a produção e oferta de maconha no Sertão pernambucano. As operações são desdobramento da Operação Muçambê.

Um suspeito de 22 anos, natural de Itaíba e residente em Santa Maria da Boa Vista, foi preso em flagrante no dia 11. O rapaz, que tem antecedentes por roubo e tráfico, estava cultivando uma plantação quando foi capturado pelos policiais. No depoimento, ele negou envolvimento com o cultivo da cannabis. A Polícia diz que as circunstâncias, “como as mãos sujas do vegetal”, apontaram para sua responsabilidade. O homem foi autuado por tráfico de drogas, teve sua prisão preventiva confirmada na audiência de custódia e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Salgueiro, onde ficará à disposição da justiça. Caso venha a ser condenado, pode pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.

A PF informa que acompanha de perto o ciclo produtivo da cannabis para realizar novas ações. Quando vai se aproximando o período da colheita, novas apreensões são realizadas para impedir a secagem e introdução do produto no mercado. As constantes operações de erradicação da planta no Sertão tem impossibilitado que os produtores cultivem a planta até seu pleno desenvolvimento, o que tem levado à importação da droga do Paraguai. O aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda do país vizinho comprova a tese. O desabastecimento na região tem atingido também outros Estados do Nordeste.

Muçambê é um pequeno arbusto, com espinhos nos pecíolos das folhas, que nasce nas caatingas nordestinas.

DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF
DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF
DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF
DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF
DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF
DIVULGAÇÃO/PF
A maconha foi encontrada na Zona Rural de Santa Maria da Boa Vista, em Carnaubeira da Penha e em ilhotas do Rio São Francisco - FOTO:DIVULGAÇÃO/PF

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias