CHUVA

Temporal com granizo atinge Sertão de Pernambuco, causa destruição e assusta moradores

Custódia foi a cidade que mais choveu em Pernambuco nas últimas 24h, com 12,25mm

JC
JC
Publicado em 29/09/2020 às 7:51
Notícia

CORTESIA
A chuva com granizo aconteceu por volta das 16h - FOTO: CORTESIA
Leitura:

A cidade de Custódia, no Sertão de Pernambuco, foi surpreendida na tarde dessa segunda-feira (28) com um temporal que causou forte ventania e até chuva torrencial com granizo, por volta das 16h. O vento chegou a derrubar o teto de um posto de gasolina, no bairro do Matadouro, e, segundo relatos, alguns bairros e imóveis chegaram a ficar sem internet ou energia.

A balconista Natalia Rodrigues Moura, 33, recorda que a última vez que caiu granizo no município foi há muitos anos. "Todo mundo da cidade viu. O medo maior foi da ventania, [porque] a tempestade foi muito forte. Tem muita coisa destruída, posto de gasolina e casas", contou.

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), Custódia foi a cidade onde mais choveu em Pernambuco nas últimas 24h. No recorte de tempo das 7h50 da segunda-feira até às 7h50 desta terça-feira (29), o município acumulou 12,25mm de precipitação.

Por que choveu granizo?

A Apac informou, por nota, que nesta época do ano as temperaturas estão elevadas no Sertão e um aumento significativo de umidade favoreceram a ocorrência de movimentos verticais fortes, provocando o surgimento de nuvens do tipo cumulonimbus.

"Este tipo de nuvem tem grande desenvolvimento vertical e dentro dela há formação de cristais de gelo, que dependendo da velocidade de precipitação caem ainda em forma de pedras de gelo, dando origem assim a precipitação de granizo", explicou.

A agência diz que a ocorrência de precipitação de granizo é rara, mas praticamente nos últimos anos tem-se pelo menos uma notícia deste tipo de precipitação em alguma localidade do Sertão ou do Agreste. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias