Semiaberto

Governo de Pernambuco nega saída temporária para detentos por causa do coronavírus. Presos fazem protesto

Nesta quarta (30) houve manifestação na Penitenciária Agroindustrial São João, em Itamaracá, na região Metropolitana do Recife

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 30/09/2020 às 18:45
REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Protesto na Penitenciária Agroindustrial São João (PISJ), em Itamaracá - FOTO: REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Leitura:

Presos da Penitenciária Agroindustrial São João (PISJ), em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, realizaram protesto solicitando a possibilidade de saída temporária. Realizado nesta quarta-feira (30), os detentos subiram ao telhado da unidade prisional com faixas solicitando o cumprimento da lei. O governo alegou que não vai permitir as saídas temporárias devido ao risco de contágio pelo novo coronavírus (covid-19).

Em nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que o movimento foi pacífico e que os detentos são do regime semiaberto. No comunicado, a entidade indica que desde o início da pandemia "vem tomando diversas medidas de enfrentamento à covid-19 a fim de preservar a saúde de pessoas privadas de liberdade, familiares e servidores públicos do sistema prisional de Pernambuco, entre elas, a suspensão das saídas temporárias e redução no horário de visitas".

A Executiva ressaltou que o momento é de avaliação do cenário no sistema prisional e, dependendo da evolução epidemiológica, as medidas podem ser flexibilizadas gradativamente. Porém, enfatizou que "de qualquer forma, permanece à disposição dos familiares as visitas virtuais". Mais de 26 comunicações virtuais já foram realizadas, de acordo com a Seres.

Comentários

Últimas notícias