Obra

Ilha de Fernando de Noronha passa por obras de drenagem

A previsão de termino é para outubro deste ano

JC
JC
Publicado em 30/09/2020 às 18:23
Notícia
DIVULGAÇÃO
Obra em Fernando de Noronha - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A Ilha de Fernando de Noronha está passando por obras de drenagem. Com o objetivo de conter os alagamentos causados pelas chuvas, a administração do arquipélago está realizando as construções nas vias vicinais, o que deve garantir uma melhor infraestrutura no acesso às praias. O projeto está sendo executado desde outubro do ano passado, com apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), a previsão de término é para o final de outubro.

A obra passa pelas etapas de terraplenagem, compactação, estabilização e impermeabilização do solo, além da drenagem para o escoamento das águas pluviais por valas, em pontos considerados críticos. Guilherme Rocha, administrador da ilha destacou que "essa foi uma preocupação muito grande dentro da nossa administração. É uma obra que, com certeza, vai deixar muito mais tranquila a comunidade em períodos chuvosos, com boa infraestrutura no acesso às praias e aos bairros, ajudando também no turismo. É um grande legado que iremos deixar para todos que moram e visitam Noronha”.

Segundo a administração, até o momento, foram concluídos os acessos ao bairro da Coréia, Quixaba, praias do Sancho, Cacimba do Padre, Bode, Forte de São Pedro e Boldró. Seguem faltando conclusão os acessos às praias do Americano, Baía dos Porcos, Meio e Cachorro, estrada da Alamoa, estrada velha do Sueste, Vacaria, Três Paus e Vila do trinta. 

 Artur Gusmão, diretor de Infraestrutura e Obras do arquipélago, disse que a “obra é um serviço que está sendo realizado em 8.350 metros de via, compreendendo onze trechos. O que estamos realizando vai fazer com que o solo não sofra erosão com tanta facilidade. Com a drenagem superficial, passagens de água de um lado para outro das vias por canaletas e tubos de concreto. Tivemos que suspender a obra no período chuvoso e por conta da pandemia, mas retomamos em julho e já estamos entre 50% e 60% da conclusão”, finalizou.

Comentários

Últimas notícias