MANIFESTAÇÃO

Em ato no Recife, articulação negra cobra prorrogação do auxílio emergencial e vacinação em massa

Ato aconteceu em frente à Câmara dos Vereadores do Recife. Grupo pretende seguir para a Assembleia Legislativa e para as câmaras municipais de Olinda e de Paulista

JC
JC
Publicado em 18/02/2021 às 12:03
Notícia

WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Protesto nacional acontece nesta quinta-feira (18) - FOTO: WELLINGTON LIMA/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da repórter Juliana de Oliveira, da TV Jornal

Integrantes da Colizão Negra por Direitos e da Articulação Negra de Pernambuco (ANEPE) se reuniram, por volta das 10h da manhã desta quinta-feira (18), em frente à Câmara dos Vereadores do Recife. O ato pedia a prorrogação do auxílio emergencial até o fim da pandemia e a garantia de imunização contra a covid-19 para toda a população.

"Esse movimento que acontece hoje aqui na Câmara Municipal, assim como em várias cidades de todo o Brasil, representa a articulação do movimento negro brasileiro em busca do direito à vida. O que a gente reivindica é o direito ao auxílio emergencial; a gente continua na pandemia, então é importante que o governo federal continue dando apoio à classe trabalhadora, que não tem condição nesse momento de exercer suas funções", explicou Ingrid Farias.

"Este também é o momento de reivindicar o direito à vacina para todos. Infelizmente o Brasil é um dos últimos países do mundo a mobilizar a compra das vacinas, um plano de vacinação", afirmou a ativista.

O grupo pendurou uma faixa e levou panelas, prática também adotada pelo o ato nacional. O local escolhido foi a Câmara para que a pauta seja discutida com os vereadores. O movimento foi pacífico e contou com a presença de agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU).

Os ativistas pretendem, ainda nesta quinta, seguir para a Assembleia Legislativa e para as câmaras municipais de Olinda e de Paulista.

Comentários

Últimas notícias