PANDEMIA

Em Aldeia, 81 pessoas são autuadas por participarem de festa e descumprirem medidas restritivas da pandemia

Todos os participantes da festa foram levados para Delegacia de Camaragibe e assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência

JC
JC
Publicado em 14/03/2021 às 17:41
Notícia
DIVULGAÇÃO
AGLOMERAÇÃO Procon-PE flagrou 81 pessoas em festa clandestina em Aldeia, Camaragibe, ontem - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Oitenta e uma pessoas que participavam de uma festa em Aldeia, município de Camaragibe, no Grande Recife, foram levadas para delegacia, na madrugada deste domingo, por estarem descumprindo o decreto estadual que prevê medidas restritivas, até a próxima quarta-feira (17), devido à pandemia de covid-19. No local, fiscais do Proncon Pernambuco encontraram as pessoas sem usar máscaras e sem qualquer cuidado em relação ao distanciamento social.

Balanço do órgão deste fim de semana informa que houve 12 autuações e quatro interdições no total, da noite da última sexta-feira (12) até a manhã deste domingo, no Estado. As ações contaram também com fiscais da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A fiscalização aconteceu no Recife e nas cidades de Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itamaracá e Camaragibe, todas na Região Metropolitana.

O Procon chegou ao local da festa em Aldeia, uma mansão situada no quilômetro 10, após uma denúncia. Havia 33 homens e 48 mulheres, entre eles cinco menores de idade. Todos foram conduzidos no ônibus cedido pela Secretaria de Ressocialização (Seres) para a Delegacia de Camaragibe, segundo o órgão.

Só foram liberados após assinarem um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Eles descumpriram o artigo 268 do Código Penal (Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa), com pena de detenção de um mês a um ano e pagamento de multa.

A casa foi alugada por R$ 1.800, com entrada às 8h do sábado e saída às 19h do domingo. Conforme fiscais do Procon, quando alguns jovens foram questionados se não tinham medo de serem contaminados pela vírus da covid-19 e de transmitir para os pais, eles alegaram que suas famílias não estão dando importância para doença e que andam pelas ruas sem máscaras.

O dono da casa foi até a delegacia e explicou que mora lá, mas a aluga nos fins de semana. Disse, ainda, que tinha alugado para uma pessoa, que não estava entre os que foram conduzidos para a delegacia. O dono da residência foi autuado pelo Procon-PE e a residência interditada. Até apresentar defesa ele não pode mais alugar o imóvel.

“É inacreditável que ainda tenhamos que desarticular absurdos como estes. Não vamos esmorecer. As fiscalizações vão continuar intensas e aqueles que descumprirem os protocolos terão que arcar com as consequências, como essas 81 pessoas que, irresponsavelmente, colocaram suas vidas e as de muitas outras em risco”, assegura o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

RESTRIÇÕES 

Devido ao avanço da pandemia de covid-19, parques ficaram fechados pelo segundo fim de semana seguido, por determinação do governo estadual. Nas praias não foi permitido banho de mar nem permanência na faixa de areia. Bares, restaurantes e shoppings só podem abrir para retirada dos produtos, sem consumo nos estabelecimentos. Festas estão proibidas.

Na manhã deste domingo, na praia de Casa Caiada, em Olinda, no Grande Recife, a reportagem da TV Jornal identificou poucas pessoas insistindo em tomar banho de mar, mesmo com a presença de guardas municipais. No Recife, em Beberibe, Zona Norte, o movimento na feira do bairro foi intenso. O mesmo foi observado em Afogados, na Zona Oeste, com aglomeração próxima ao mercado público.

Comentários

Últimas notícias