Jornalismo

JC agora é 100% digital

Jornal do Commercio aposta fortemente nos canais digitais para levar a notícia aonde o leitor estiver

João Carlos Paes Mendonça
João Carlos Paes Mendonça
Publicado em 30/03/2021 às 16:48
Editorial
YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
O JC lançou aplicativo novo de notícias e faz atualizações em tempo real - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A sociedade vem enfrentando um acelerado processo de transformação. Nenhum setor passa ileso pelas adaptações necessárias aos novos tempos. A pandemia - que assola o mundo há mais de um ano - vem contribuindo substancialmente para que lancemos um novo olhar sobre a economia e, claro, sobre nossas próprias vidas. Fomos desafiados pela urgência do momento a encontrar uma nova forma de trabalhar, de conviver e de demandar das empresas. Os momentos de grandes questionamentos sobre o futuro sempre são oportunos para tomadas de decisão e início de novas jornadas. É quando somos desafiados que precisamos ter as melhores respostas.

A Comunicação, que já vinha se transformando ao longo dos últimos anos, consolida os meios digitais como fonte principal de informação. A dificuldade na circulação do papel, agravada por questões sanitárias, antecipou uma mudança já prestes a acontecer. Refletimos muito sobre os novos tempos, traçamos metas mais ousadas de alcance de leitores, e hoje anunciamos que o Jornal do Commercio passa a ser um veículo 100% digital. A versão impressa, que por mais de um século foi a representatividade maior da nossa marca, deixa de circular fisicamente e passa a ir ao seu encontro onde quer que você esteja, dando espaço a um jornalismo em tempo real e dinâmico, de fácil acesso e ampliando debates que seguem integralmente o tempo dos fatos. E, mais do que nunca, se propõe a romper fronteiras, alcançar novos leitores e aumentar substancialmente a relevância. Tirar o papel de circulação conecta ainda mais o SJCC às diretrizes mundiais de compromisso com o desenvolvimento sustentável e que também norteiam o Grupo JCPM.

É uma transição para a qual há muito nos preparávamos. Nossos sites e portal hoje batem recordes de audiência e informam à sociedade na velocidade necessária. Sai de cena o jornal impresso e permanece a notícia responsável por meio do site do JC (jc.com.br) e do aplicativo do JC para celulares e tablets. Visualmente, o leitor vai poder acessar uma versão digital igual ao desenho do impresso, simulando a leitura de páginas, de forma mais moderna e confortável.

Sempre que refletimos sobre o segmento também pensamos o quanto a imprensa é relevante para o bem comum. Afinal, falar do livre acesso à informação é discorrer sobre contribuir para termos uma sociedade pronta para participar das tomadas de decisão e para transformar realidades. É justamente na imprensa livre onde encontramos um fórum independente para os mais relevantes debates em qualquer plataforma que seja.

Queremos reforçar com a sociedade nosso compromisso com a informação de qualidade, sem amarras e tendências, cujo vínculo e razão maior de existir é e continuará sendo cada cidadão e seus direitos.

Foi esse propósito que, há mais de trinta anos, me fez entrar no setor da Comunicação, uma área completamente distinta das demais onde sempre atuei, mas que despertou em mim a mesma garra para fazer o melhor pelos clientes – que nesse segmento são nossos leitores. Até então focados no varejo, nos desafiamos a transformar uma empresa de jornalismo em sérias dificuldades financeiras e estruturais em uma das marcas de maior referência e respeito na região, conquistando leitores a cada dia. Nos orgulhamos dessa trajetória e queremos fazer muito mais.

Circulando na sociedade pernambucana desde 1919, e sob o comando do Grupo JCPM a partir de 1987, o Jornal do Commercio foi ano a ano construindo a própria história e participando dos fatos que marcaram época com suas reportagens premiadas e que, por vezes, contribuíam para mudar os rumos dos acontecimentos.

E é para cada leitor, assinante ou não, que me dirijo renovando o pacto de levar a verdade, os vários lados do mesmo fato e municiar cada um para ter a capacidade de formar sua própria opinião. As metas traçadas por nós no ponto de partida lá atrás, em 1987, que nos impulsionaram a criar o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, agora são renovadas integralmente na digitalização.

Iniciamos um novo capítulo conectado com as demandas atuais, levando a notícia onde o leitor deseja ler, com a mesma verdade e isenção, pautados pelo interesse comum e coletivo. Todo nosso time, seja do Jornal, do portal, da rádio ou da TV, na capital ou no Interior, com unidades em Caruaru, Pesqueira, Garanhuns, Limoeiro e Petrolina, estará, como sempre, focado em trabalhar pela sociedade.

Seguiremos tão vigilantes quanto antes. Agora mais ágeis e ainda mais presentes em seu cotidiano.

Aos leitores e anunciantes, quero reforçar o quanto é relevante continuarmos juntos, sobretudo em um momento da nossa história em que a verdade por vezes é ofuscada por informações falsas. E onde a origem da informação pode diferenciar quem estará informado e quem será manipulado.

Últimas notícias