ATROPELAMENTO

Ciclista de 16 anos morre após ser atropelado em Goiana, na Zona da Mata; enterro é marcado por dor e revolta

Segundo a Polícia Civil, o condutor do veículo estava sob efeito de álcool

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 25/04/2021 às 12:45
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
O enterro aconteceu neste domingo (25). Durante a despedida, muitos amigos e familiares estavam presentes - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações do repórter Mário Oliveira, da TV Jornal

Um jovem de 16 anos morreu na última sexta-feira (23) após ser atropelado por um carro na PE-75, em Goiana, Zona da Mata de Pernambuco. Ele andava de bicicleta quando foi atingido por um veículo que, segundo a Polícia Civil, era conduzido por um homem que estava sob efeito de bebida alcoólica.

Everton Gabriel de Souza não resistiu ao impacto e faleceu na hora. A Polícia Militar informou que o condutor, um homem de 31 anos, tentou fugir, mas foi alcançado por populares. Ele foi preso, autuado em flagrante por homicídio culposo de trânsito e encaminhado para audiência de custódia. A pena é de dois a quatro anos de prisão. A Polícia Civil disse que um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso.

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
O cortejo percorreu as ruas da cidade - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Amigos e familiares deram o último adeus ao jovem - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Amigos e familiares deram o último adeus ao jovem - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
O sentimento de dor era predominante na despedida - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
O sentimento de dor era predominante na despedida - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM

O enterro do jovem aconteceu neste domingo (25) em Goiana. Durante a despedida, o sentimento dos familiares e amigos era de dor e revolta. Segundo o eletricista Jefferson Correia, tio de Everton, o sobrinho era muito querido na comunidade onde morava.

"Ele era um rapaz adorável, respeitador, da igreja, todo mundo gostava dele, todo mundo chocado com o que aconteceu porque ninguém imaginava que isso fosse acontecer com ele e isso está doendo muito na gente", contou.

Jefferson disse que o jovem estava indo para a casa da namorada quando foi surpreendido pelo veículo. "Ele estava indo para a casa da namorada. Fazia um mês que ele tinha comprado essa bicicleta, que ele lutou, batalhou. E daí esse ser humano, que para mim ele não é um ser humano, bateu no meu sobrinho, alcoolizado", relembrou.

"Ele acabou com a felicidade da minha família, ele acabou com a vida da minha irmã, com a vida da minha mãe", lamentou.

Comentários

Últimas notícias