Solidariedade

Doação de leite humano cai em Pernambuco e secretaria de Saúde promove palestra virtual de conscientização

Para se ter uma ideia, enquanto em 2019 o Estado distribuiu 10.636 litros de leite, em todo o ano de 2020, foram apenas 7.713 litros distribuídos

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 19/05/2021 às 12:16
HELIA SCHEPPA / ACERVO JC IMAGEM
Atualmente, sob gestão da SES-PE, Pernambuco conta com quatro bancos de leite instalados em serviços de saúde - FOTO: HELIA SCHEPPA / ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Fortemente impactadas pela pandemia do novo coronavírus, as doações de leite humano diminuíram bastante em Pernambuco. Para se ter uma ideia, enquanto em 2019 o Estado foi capaz de distribuir 10.636 litros de leite com a doação de 7.158 mulheres, em todo o ano de 2020, foram apenas 7.713 litros distribuídos, com 6.454 mulheres doadoras. Primordiais para a demanda das unidades referência em assistência maternoinfantil, as doações abastecem os bancos de leite instalados nos serviços de saúde do Estado. 

“O leite humano é essencial para a nutrição dos bebês, principalmente nos primeiros seis meses de vida. Nos hospitais, o alimento doado para os bancos de leite é dispensado para as crianças que estão internadas nas UTIs neonatais. Geralmente, esses bebês são prematuros, ou nasceram com baixo peso, e esse alimento é fundamental para salvar a vida dessas crianças”, revelou a coordenadora estadual de Aleitamento Materno da SES-PE, Marília Macêdo.

Para conscientizar a população sobre o assunto, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) promove, na sexta-feira (21), às 10h, uma palestra virtual sobre a rede de bancos de leite humano de Pernambuco. O evento online acontece como forma de celebração ao Dia Nacional e Mundial de Doação de Leite Humano, comemorado nesta quarta-feira (19), e será transmitido pelo canal do Núcleo de Telessaúde da SES no Youtube.

“Os bancos de leite nunca pararam de funcionar na pandemia, mas as doações caíram bastante. Muitas mulheres preferiram não sair de casa para não se expor, algumas adoeceram com a própria Covid, enquanto outras passaram por questões difíceis causadas pela própria situação atípica", disse Marília. 

Ela, no entanto, explicou que as doações são realizadas mediante protocolos de segurança muito rígidos, evitando a transmissão da doença. "É importante que as mães saibam que os serviços estão seguindo todos os protocolos de segurança das autoridades sanitárias para evitar a transmissão da Covid-19, trabalhando com a preocupação em garantir a biossegurança das atividades”.

Atualmente, sob gestão da SES-PE, Pernambuco conta com quatro bancos de leite instalados em serviços de saúde. Um no Hospital Agamenon Magalhães (HAM), no Recife, que dispõe, atualmente de um estoque de 52 litros e consumo diário de 1 litro; o do Barão de Lucena, também na capital pernambucana, que está com estoque de 12 litros, com consumo diário de 500 ml; em Caruaru, no Agreste, o banco de leite do Hospital Jesus Nazareno tem 38 litros de leite no estoque, com consumo diário de 1,6 litros; já no Hospital Dom Malan, em Petrolina, no Sertão do Estado, o estoque conta com 2,1 litros e consumo diário de 1 litro.

Como doar? 

Qualquer mãe saudável tem a oportunidade de se tornar uma doadora de leite humano. Para fazer a retirada do leite, é recomendado que a mulher use máscara de proteção, além de um lenço ou touca para prender bem o cabelo. A higienização das mãos antes de iniciar o processo também é de extrema importância. 

Após retirado, o leite deve ser armazenado em potes de vidro com tampa de plástico, como os de maionese ou café. Estes potes devem estar higienizados com água quente durante 15 a 20 minutos. 

Depois disso, é necessário entrar em contato com um dos seguintes pontos de coleta:

  • Hospital Agamenon Magalhães (3184.1690);
  • Hospital Barão de Lucena (3184.6552);
  • Hospital das Clínicas (2126.3831);
  • Centro Integrado de Saúde Amauri de Medeiros (Cisam – 3182.7720);
  • Maternidade Bandeira Filho (3355.2235);
  • Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (Imip – 2122-4719);
  • Hospital da Mulher do Recife (2011-0174);
  • Hospital Jesus Nazareno (Caruaru - 3719.9338);
  • Hospital Dom Malan (Petrolina – 87 3202.7000);
  • Hospital Português (3416.1069) e
  • Hospital Unimed (3413-9175).

Há, ainda, quatro postos de coleta de leite, localizados na Maternidade Arnaldo Marques (3355.1815), Maternidade Barros Lima (3355.2169), Uniame (3302.6261) e Hospital Memorial Guararapes (3461.5300).

 

Comentários

Últimas notícias