RMR

Chegada da estação chuvosa preocupa órgãos sobre as áreas de risco no Grande Recife

Segundo o MPPE, foi agendada uma vistoria in loco nos ambientes de periculosidade

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 09/07/2021 às 15:03
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros fazem busca por família soterrada após deslizamento de barreira em Jaboatão dos Guararapes - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Com o início da estação chuvosa no Grande Recife, que torna ainda maior a possibilidade da ocorrências de deslizamentos de barreiras e encostas nas cidades da região, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) promoveu uma reunião online para tratar das habitações em risco. Segundo o MPPE, foi agendada uma vistoria in loco nos ambientes de periculosidade, no próximo dia 14 de julho, que será acompanhada pelo promotor de Justiça Rinaldo Jorge.


Participaram do momento a 35ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania - Habitação e Urbanismo do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Autarquia de Urbanização (URB), Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) e a Secretaria de Defesa Civil do Recife (Sedec).


Apesar de ainda não terem ocorrido registros de acidentes neste início de período chuvo, segundo o órgão, já foram realizadas algumas medidas preventivas pela Emlurb em áreas pontuais, como no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife. A Promotoria de Justiça também atua com alguns procedimentos em andamento sobre o tema. Em algumas áreas da cidade, vistorias técnicas já realizadas apontam grau de risco 3, podendo evoluir para 4 (a escala da Secretaria de Defesa Civil vai de 1 a 4, do menos ao mais perigoso).



“Há uma aflição das comunidades atingidas para que não ocorra um mal maior, e para isso sejam tomadas medidas com urgência, como a colocação de geomantas, desobstrução de canaletas, recuperação de caixas de drenagem, rejuntes e limpeza de muros, que a Emlurb já começa a realizar. Além da elaboração e execução de projetos de intervenção mais complexa nas áreas de maior risco”, afirmou o MPPE, em nota.

Comentários

Últimas notícias