MANIFESTAÇÃO

Moradores interditam via em protesto contra obra, na Zona Norte do Recife

Os manifestantes bloquearam os dois pontos da via por cerca de uma hora ao colocar fogo em pneus e entulhos

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 02/09/2021 às 16:19
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

com informações da TV Jornal

Na manhã desta quinta-feira (2), cerca de 30 moradores da comunidade Saramandaia, no bairro de Campo Grande, Zona Norte do Recife, protestaram na Avenida Professor José dos Anjos. Os manifestantes bloquearam os dois pontos da via por cerca de uma hora ao colocar fogo em pneus e entulhos.

Segundo os moradores, o motivo da manifestação foi o início de uma obra em um terreno próximo ao trecho, que estaria abandonado há cerca de dez anos. Os manifestantes alegam que havia promessa da prefeitura de transformar o local em uma área de lazer para uso popular. No entanto, a área está ocupada por uma construtora com muros de tijolos e não há informações do que está sendo construído.

"Tem um plano da prefeitura para fazer uma praça e uma academia da cidade, eles [ a prefeitura] já começaram a fazer uma praça no começo da rua. Só que eles [a construtora] chegaram e invadiram o terreno, dizendo que era o canteiro de obra, mas o canteiro se faz de madeira", relata a vendedora Sibele da Silva. Segundo a moradora, uma placa de embargo da obra foi colocada no local, mas a empresa a removeu e continuo a construção. 

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Protesto em Campo Grande. - TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM

Além disso, o grupo também alega que depois do início da obra, vários buracos apareceram ao redor do terreno, em via pública, causando transtornos a quem passa pelo local. O morador Alexandre fez um apelo a prefeitura do Recife: "Por favor, me dê uma resposta sobre isso aqui. É clandestino!", enfatizou.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e acompanharam o protesto de perto. Os motoristas que passavam pela área no momento da manifestação, precisaram desviar a rota.

Ao JC, a Secretaria Executiva de Controle Urbano da Prefeitura informou que a obra no terreno já foi embargada e o responsável, notificado. Além disso, há um processo administrativo em curso, para apuração das condições em que se encontram a área e eventuais irregularidades cometidas no processo de demarcação e construção.

Comentários

Últimas notícias