Covid-19

Com aumento no número de pessoas com a 2ª dose em atraso, Pernambuco investe em Dia D para imunização desse grupo

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, quem não completa o seu esquema vacinal segue vulnerável ao coronavírus, sobretudo com a variante Delta em circulação

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 16/09/2021 às 16:41
Notícia
Alex Oliveira/JC Imagem
O médico Eduardo Jorge da Fonseca, e o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, participaram de entrevista coletiva nesta quinta (16) - FOTO: Alex Oliveira/JC Imagem
Leitura:

O Governo do Estado anunciou, na tarde desta quinta-feira (16), que está programando para a próxima semana uma ampla campanha e um Dia D de imunização voltados para os quase 740 mil pernambucanos que estão com a segunda dose de suas vacinas contra a covid-19 atrasadas. De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, quem não completa o seu esquema vacinal segue vulnerável ao coronavírus, sobretudo com a variante Delta em circulação, por isso a preocupação do Executivo em fazer com que o maior número possível de pessoas receba a segunda dose.

"Atualmente, Pernambuco tem 738.860 pessoas que estão com as suas segundas doses atrasadas. Concluir o esquema vacinal, garantindo a efetiva proteção é indispensável para que possamos avançar ainda mais no nosso plano de convivência. Muito se falou nessa semana sobre Portugal, que suspendeu o uso obrigatório da máscara em espaços abertos, mas é importante dizer que essa decisão só foi possível por eles terem atingido mais de 80% da população com o esquema vacinal completo", detalhou Longo, lembrando que, hoje, 35% da população do Estado que pode se vacinar já recebeu as duas doses.

>> COVID-19: MPF arquiva investigação sobre aplicação de vacinas vencidas em Pernambuco

>> Fiocruz entrega 1,7 milhão de doses da vacina contra covid-19 AstraZeneca nesta terça-feira

>> Pernambuco confirma mais 289 casos e 14 mortes pela covid-19 nesta quarta-feira (15)

>> Paulo Câmara prorroga até dezembro estado de calamidade pública em Pernambuco por causa da pandemia de covid-19

>> Pernambuco confirma 430 novos casos de covid-19 e 12 mortes pela doença

Confira abaixo a coletiva completa:

Na entrevista coletiva que concedeu mais cedo ao lado do médico e representante da Sociedade Brasileira de Imunizações, Eduardo Jorge da Fonseca, o auxiliar do governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, ainda, que na próxima semana o Estado estará focado em sensibilizar aqueles que estão com a segunda dose em atraso para que, no dia 25 de setembro, possam regularizar os seus cartões de vacinação. "São quase 740 mil pernambucanos que estão mais vulneráveis ao vírus, especialmente para a variante Delta, que hoje já é uma realidade no nosso território. Durante a semana os municípios estarão mobilizados, vamos fazer uma grande campanha de mídia e o Dia D dessa mobilização será no sábado, dia 25. Se você já tomou a primeira dose da vacina, não perca a segunda. Precisamos do compromisso de cada pernambucano com a vida e a saúde de todos", observou o secretário.

Com 40 cidades que já reportaram ao governo estadual que estão sem reservas do imunizante da AstraZeneca, surgiu a dúvida sobre como a gestão vai lidar, no Dia D, com os pernambucanos que receberam a primeira dose desse imunizante e procurarem as secretarias municipais de saúde. Segundo Eduardo Jorge, caso o desabastecimento desta vacina perdure, as pessoas deste grupo poderão, sem nenhum risco, receber a segunda dose da Pfizer.

"Caso a vacina da AstraZeneca chegue em quantidade razoável, que dê para se fazer a segunda dose, isso deverá ser feito com a Astrazeneca. Entretanto, entre todos os esquemas heterólogos, ou seja, que misturam vacinas, o que tem mais estudos que comprovam a sua eficácia é o que combina a primeira dose de AstraZeneca e a segunda de Pfizer. Na falta de AstraZeneca, não temos a menor dúvida que esse esquema é seguro e eficaz", disse o médico.

Devido a um atraso no recebimento de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), a entrega dos imunizantes da AstraZeneca nas últimas semanas foi prejudicada. Nesta semana, contudo, a Fiocruz retomou a entrega das vacinas.

A covid-19 em Pernambuco

No início da tarde, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou novos 430 de infecções por covid-19 em Pernambuco. Segundo informações da pasta, deste total, 20 (4,5%) seriam graves e 410 (95,5%) leves.

Com isso, o Estado totaliza 614.860 casos da enfermidade desde o início da pandemia. Hoje também foram contabilizadas mais 12 mortes em decorrência da doença, elevando o números de vítimas para 19.586 em Pernambuco.

Comentários

Últimas notícias