limpeza urbana

Funcionários de terceirizada responsável por limpeza urbana de Jaboatão dos Guararapes paralisam atividades

De acordo com o sindicato da categoria, a suspensão das atividades se dá por falta de pagamento dos salários do mês de outubro e pelo não recebimento das férias vencidas

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 10/11/2021 às 12:21
Notícia
Foto: Guga Matos/JC Imagem
A paralisação suspende serviços como capinação nas ruas, coleta manual de lixo, coleta mecanizada, varrição e pinturas de meio-fio - FOTO: Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Cerca de 400 trabalhadores que fazem parte do serviço de limpeza urbana de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, paralisaram as atividades nesta quarta-feira (10) por falta de pagamento dos salários do mês de outubro e pelo não recebimento das férias vencidas. Os profissionais são contratados pela empresa Via Ambiental, que presta serviço para a prefeitura da cidade. 

"Há funcionários com salários atrasados há 60 dias. Além disso, tem outros que entraram de férias, voltaram e ainda não receberam o dinheiro dessas férias. Hoje, em assembleia junto ao sindicato, a categoria resolveu paralisar as atividades até que a situação seja resolvida", declarou Glauber Henrique, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Asseio, Conservação e Limpeza Urbana (Stealmoaic).

Segundo o diretor, a Via Ambiental presta serviço a Jaboatão dos Guararapes há mais de 10 anos e, constantemente, os salários atrasam. "O Pessoal já não aguenta mais e por isso decidiram parar. Nós procuramos a empresa e ela prometeu fazer os pagamentos na sexta-feira, mas ninguém acredita mais, porque sempre prometem pagar em data que não cumprem", disse.

A paralisação suspende serviços como capinação das ruas, coleta manual e mecanizada de lixo, varrição e pinturas de meio-fio. Segundo o Stealmoaic, os funcionários irão voltar ao trabalho assim que os salários sejam depositados nas respectivas contas bancárias.

Na manhã desta quarta, a categoria se reuniu em frente a sede da empresa, localizada no bairro da Muribeca, em Jaboatão. Após optarem pela paralisação, os trabalhadores decidiram ir para suas casas e retornar  ao local no início da manhã desta quinta-feira (11) para realizar uma nova assembleia.

O que diz a prefeitura de Jaboatão

De acordo com a gestão municipal da cidade, o serviço de limpeza urbana não foi prejudicado, já que o órgão possui contratos com outras duas empresas. Com isso, os funcionários dessas organizações estariam remanejando trabalhadores para atender a demanda que seria cumprida pela Via Ambiental.

Além disso, a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes afirmou que, desde o início da atual gestão, em 2017, "nunca houve atraso no repasse dos valores firmados em contrato às empresas prestadoras de serviços ao município, a exemplo da Via Ambiental".

"A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) ressalta que tem cobrado dos responsáveis atualizações documentais exigidas pela Fazenda Municipal para que esses repasses continuem a ser efetivados, cabendo, portanto, à empresa, resolver a questão do pagamento da folha salarial dos seus funcionários", diz trecho de nota enviado pela prefeitura.

Em nota, a Via Ambiental, responsável pela limpeza urbana do Lote 2 do Município de Jaboatão dos Guararapes, informa que "houve um atraso pontual no pagamento dos salários de seus trabalhadores, mas que a situação já foi prontamente resolvida." A empresa também diz que não aconteceu a paralização total dos serviços, bem como afirma que o pagamento de férias e rescisões de contrato de trabalho "estão absolutamente em dia". "Por fim, a Via Ambiental reforça seu compromisso de prestar um serviço público de limpeza urbana de qualidade, ao tempo que reitera também seu empenho em manter regulares todas as suas demais obrigações com seus integrantes."

Comentários

Últimas notícias