Jornalismo

SJCC é vencedor em quatro categorias do 26º prêmio Cristina Tavares de Jornalismo

Jornal do Commercio venceu nas categorias profissional texto, criação gráfica, ilustração gráfica e também em fotojornalismo - estudante

JC
JC
Publicado em 25/11/2021 às 21:18
Notícia
PAULO DANIEL/JC IMAGEM
Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - FOTO: PAULO DANIEL/JC IMAGEM
Leitura:

O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) teve quatro trabalhos vencedores na 26º edição do Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo, o principal e mais concorrido do Estado. No total, disputaram 150 trabalhos de diferentes veículos de imprensa, inscritos em categorias divididas entre profissionais e estudantes. Do SJCC, 11 estavam entre os finalistas.

Na categoria Profissional Texto, o jornalista Raphael Guerra se sagrou vencedor com o trabalho "E quem deu a ordem para PM atacar?", reportagem que tratou da abordagem truculenta da Polícia Militar de Pernambuco, contra manifestantes que participavam de um ato pacífico contra o governo Bolsonaro, no Recife, no mês de maio deste ano.

"Esse prêmio é um reconhecimento ao jornalismo de qualidade que fizemos durante semanas sobre a ação violenta e excessiva praticada pela Polícia Militar durante um ato pacífico, e que acabou com dois trabalhadores cegos, na área central do Recife. Foi uma cobertura intensa, crítica e imparcial. Fiquei muito feliz com a vitória", destacou Raphael Guerra, que é titular da coluna Ronda JC.

O resultado foi anunciado na noite desta quinta-feira (25), durante transmissão ao vivo realizada pelo Sindicato dos jornalistas profissionais de Pernambuco (Sinjope). A Comissão Julgadora foi formada por mais de 15 profissionais da área, professores e mestres em comunicação.

Fotojornalismo

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Caso Miguel - YACY RIBEIRO/JC IMAGEM

Na categoria Estudante de Fotojornalismo, Yacy Ribeiro concorreu e venceu com o sensível trabalho "Caso Miguel". O registro fotográfico mostra Mirtes Renata segurando a foto do menino Miguel Otávio Santana, de cinco anos, que morreu após cair do 9º andar de prédio no Recife.

"Estou muito feliz por ter conquistado o Cristina Tavares. Foi um ano muito difícil e de muitos desafios, mas também muito recompensador diante de todos os frutos que colhi", disse Yacy.

Nas categorias profissionais Criação Gráfica e Ilustração Gráfica, todos os finalistas eram do SJCC. Na primeira, o vencedor foi George Oliveira, com o trabalho "Copa do Nordeste 2021". Já Thiago Lucas foi o premiado da segunda, com "Talibã".

"Muito feliz com essa premiação. Receber esse reconhecimento é muito gratificante para mim e também um estímulo para continuar fazendo sempre mais", comentou George Oliveira.

"A conquista do prêmio Cristina Tavares de Jornalismo reforça a importância da Charge como meio de resistência diante de um mundo tão desigual", destacou, por sua vez, Thiago Lucas.

A premiação é organizada pelo Sinjope e pela Fenaj. Os vencedores de cada categoria profissional recebem R$ 3 mil, além de um troféu e um certificado. Já os estudantes ganham um prêmio de R$ 800 e um certificado.

"Mesmo com todas as dificuldades deste ano em manter os prêmios e dos nossos colegas em realizar trabalhos especiais no meio de uma pandemia, mais uma vez conseguimos realizar as premiações que são um reconhecimento da qualidade do conteúdo produzido pelos jornalistas do nosso estado", destacou o presidente do Sinjope, Severino Júnior. 

Comentários

Últimas notícias