DESABAMENTO

Marquise desaba na Zona Oeste do Recife e deixa um morto

O prédio fica localizado na Vila de Santa Luzia. A vítima era um homem de 46 anos

Bruno Vinicius
Cadastrado por
Bruno Vinicius
Publicado em 20/04/2022 às 19:18 | Atualizado em 21/04/2022 às 11:22
Reprodução
Imagens mostram escombros de desabamento de marquise na Zona Oeste do Recife - FOTO: Reprodução
Leitura:

Com informações da repórter Beatriz Albuquerque, da TV Jornal. *A Defesa Civil do Recife informou, na quarta, que a estrutura que desabou se tratava de uma maquise; mas corrigiu a informação e afirmou, nesta quinta, que era uma laje. Por isso, a matéria foi atualizada.

Uma laje desabou e deixou um homem morto no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife, na tarde desta quarta-feira (20). O prédio fica localizado na Rua Catuira, Vila de Santa Luzia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado às 17h34, mas o homem faleceu antes da chegada do socorro. A vítima foi identificada como Marcos de Lima, de 43 anos, que trabalhava como ajudante de pedreiro quando aconteceu o acidente.

BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
Desabamento de marquise - BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
Desabamento de marquise na Torre - BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
Desabamento de marquise na Torre - BEATRIZ ALBUQUERQUE/TV JORNAL
Reprodução
Imagens mostram escombros de desabamento de marquise na Zona Oeste do Recife - Reprodução

A família do homem ficou revoltada com o acidente. Eles apontam irregularidades em relação às obras executadas pelo dono do prédio. "O sentimento é de revolta, muita revolta. As obras deles (contratante) não têm estrutura, não têm base, não têm segurança, nem para quem trabalha nem muito menos para os moradores", disse Conceição Araújo, irmã da vítima.

FAMÍLIA

Durante a entrevista, Conceição afirmou, ainda, que todas as obras têm rachaduras e estruturas comprometidas. "Todas têm rachadura, as casas todas comprometidas. E ele está pouco se lixando, quer só construir para ganhar dinheiro. Não se preocupa com as vidas. Há rachaduras, infiltrações e rachaduras nas casas ao lado. Quando a Defesa Civil vem e interdita, ele consegue cobrir provisoriamente e constrói em cima das coisas que já estão erradas", denuncia a irmã.

"A família está devastada. Ele tem mãe, tem filhos, tem netos. O dono se evadiu do lugar e nem para prestar segurança à família. Só desejo justiça. Pelo menos uma vez, o dinheiro não impere, porque eu acredito que tem dinheiro", conta Conceição.

Em comunicado, a Prefeitura do Recife informou que uma equipe da Defesa Civil foi enviada ao local "para fazer o primeiro atendimento do imóvel em questão e imóveis do entorno para avaliar as estruturas e tomar as medidas necessárias afim de garantir a segurança de moradores e transeuntes".

Comentários

Últimas notícias