Dia da Indústia

FIEPE comemora o Dia da Indústria, nesta quarta-feira (25), com evento focado na carga tributária do setor

Com atuação estadual, a Federação, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), leva desenvolvimento econômico para a região

JC360
Cadastrado por
JC360
Publicado em 25/05/2022 às 9:02
Divulgação/Renata Victor
A Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) promove o desenvolvimento local, contribuindo para o aperfeiçoamento empresarial e das condições socioeconômicas - FOTO: Divulgação/Renata Victor
Leitura:

As quase 15 mil indústrias instaladas em Pernambuco promovem uma força que mobiliza a engrenagem da economia, gerando emprego e renda a inúmeras famílias do Estado. Essa potência, que tem o 25 de maio em comemoração ao Dia da Indústria, é responsável por representar 20,3% do Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco, respondendo por 87% das exportações de bens e serviços, por 18% da força de trabalho, por 22,2% da arrecadação de CSS no Estado e por 2,4% da arrecadação nacional de IPI. Números tão expressivos que contam também com um nome por trás: o da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), que promove o desenvolvimento da indústria local, contribuindo para o aperfeiçoamento empresarial e das condições socioeconômicas.

“A FIEPE é uma organização formada pela junção dos sindicatos. As empresas se unem, formando os sindicatos, que, por sua vez, unidos, formam as federações em cada estado, como, em Pernambuco, que é a FIEPE. Já a junção das federações integra a Confederação Nacional da Indústria. Então, a nossa atuação é em defesa das indústrias, apoiando os sindicatos e oferecendo uma série de serviços por meio da Federação, do IEL, do SESI e do SENAI, como educação básica, formação profissional, consultorias, defesa da indústria, estágios, saúde e segurança do trabalho e muito mais”, detalha Ricardo Essinger, presidente da FIEPE.

Divulgação/FIEPE
Para Essinger, presidente da FIEPE, atuação contribui para sociedade - Divulgação/FIEPE

Por conta dessa tamanha representatividade, percebe-se a importância do segmento para o setor produtivo do Estado. É tanto que os números falam por si só: hoje, as indústrias empregam 276.481 trabalhadores formais, sendo responsáveis por 18,1% da participação no emprego formal de Pernambuco.

“A atuação da FIEPE contribui não só para o mercado de trabalho, mas para a sociedade como um todo. Nossa atuação para que o ambiente esteja regulamentado, melhorando o ambiente geral de negócios e da sociedade, também gera impacto nos setores de serviços que fazem parte das indústrias”, complementa Ricardo Essinger.

A prova desse impacto positivo para a sociedade está em uma pesquisa divulgada pela CNI, em que traz a importância da indústria para o país, ressaltando os salários do setor. De acordo com a publicação, o salário médio dos trabalhadores com ensino superior completo chega a ser de R$ 7.652, enquanto o do Brasil é de R$ 5.976. Já o salário médio dos trabalhadores da indústria com ensino médio completo é R$ 2.380 e a média do País chega a ser de R$ 2.106. Ao todo, são 9,7 milhões de trabalhadores atuando dentro do setor industrial.

Divulgação/CNI
Hoje, as indústrias pernambucanas empregam 276.481 trabalhadores - Divulgação/CNI

Dia sem imposto

Toda essa expressiva atuação, com comemoração na data de hoje (25), terá uma ação pensada para a população para mostrar que o engajamento junto à sociedade pode transformar e impulsionar o desenvolvimento. A FIEPE está promovendo o Dia Sem Imposto, que chega a sua 5ª edição debatendo um assunto que interessa bastante ao setor industrial: o peso da alta carga tributária do Brasil.

O evento vai debater os efeitos da carga tributária no setor industrial e na sociedade pernambucana, nesta quarta (25), das 15h às 21h, com a realização de palestras gratuitas e exposição de produtos em um mercadinho, para que as pessoas possam ter acesso a diversos produtos precificados sem a incidência de impostos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site: fiepe.org.br.

“Nesse evento iremos demonstrar vários produtos e os tributos que chegam ao consumidor. A carga tributária é um ponto de atuação nosso para que o sistema tributário preserve o equilíbrio na concorrência. Essa é apenas uma das ações que a Federação faz para fortalecer o setor, juntamente com as outras demandas econômicas e sociais realizadas pelo estado”, complementa o presidente.

Comentários

Últimas notícias