Covid-19

Daniel Coelho solicita ao Itamaraty repatriação de pernambucanos na Europa

O deputado federal Daniel Coelho afirma que mais de mil pernambucanos estão em Lisboa sem conseguir retornar para o estado

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 19/03/2020 às 16:23
Notícia
Foto: Gustavo Lima/Divulgação
Daniel Coelho, Betinho Gomes e Antônio Moraes acham que saída de Aécio pode ser boa para o PSDB - FOTO: Foto: Gustavo Lima/Divulgação
Leitura:

 O deputado federal e pré-candidato a prefeito do Recife, Daniel Coelho (Cidadania), protocolou nesta quinta-feira (19), um ofício junto ao Itamaraty solicitando que sejam tomadas medidas para que os brasileiros, que se encontram na Europa, sejam repatriados.

De acordo com Daniel, apenas em Lisboa, capital de Portugal, mais de mil pernambucanos que viajaram a turismo, estão sem conseguir retornar ao Brasil. Por conta do novo coronavírus, os aeroportos estão fechados.

>> O drama dos turistas pernambucanos que não conseguem retornar de Portugal por conta do coronavírus

“Estamos pedindo que o Ministério das Relações Exteriores tome alguma providência para que esses brasileiros que estão impedidos de sair da Europa possam ser repatriados. Se necessário, inclusive, pedimos que se frete aeronaves para isto. Mas não podemos deixar milhares de brasileiros desassistidos em outro país, como está acontecendo”, afirmou Daniel Coelho.

>>Veja tudo o que se sabe até o momento sobre a pandemia do coronavírus

 O parlamentar explica que tem recebido relatos de brasileiros sendo expulsos dos hotéis após serem pegos de surpresa com o cancelamento dos voos. “A situação está ficando caótica. Entendemos que o momento é de crise para todos, o Itamaraty tem limites orçamentários, mas são situações atípicas e temos que lidar com todas. Não podemos deixar de dar atenção a essas pessoas”, declarou Coelho.

Voos da TAP cancelados

A companhia aérea portuguesa TAP anunciou, nesta quinta-feira (19), a redução de sua operação a partir da segunda-feira, 23 de março de 2020, como principal medida de contenção do novo coronavírus (Covid-19). Com a decisão, que está prevista para durar até 19 de abril, a empresa deve manter em funcionamento apenas 15 das cerca de 90 rotas que opera.

No Recife, onde a empresa contava com voo direto diário (ida e volta) entre a capital e Lisboa, em média, com capacidade para 298 passageiros, os voos foram cancelados a partir desta quarta-feira (18). As operações serão apenas no Rio de Janeiro e São Paulo.

Comentários

Últimas notícias