PANDEMIA

Bolsonaro marca churrasco para 30 pessoas e ironiza: "estou cometendo um crime"

O presidente comentou sobre o churrasco na tarde desta quinta-feira (7). Segundo Bolsonaro, estarão presentes ministros e alguns servidores

JC
JC
Publicado em 07/05/2020 às 21:28
Notícia
EVARISTO SA/AFP
O recuo de Bolsonaro ocorre após a própria AGU apresentar ao Supremo transcrição das falas do presidente. - FOTO: EVARISTO SA/AFP
Leitura:

Com informações do jornal O Globo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou, nesta quinta-feira (7), que irá reunir cerca de 30 pessoas em um churrasco no próximo sábado (9), desobedecendo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pede às pessoas para manter o distanciamento e o isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Ao falar com os jornalistas, ele ironizou e disse: "estou cometendo um crime".

"Vou fazer um churrasco no sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma 'peladinha', alguns ministros, alguns servidores mais humildes que estão do meu lado", informou. O churrasco irá acontecer no Palácio da Alvorada.

Ainda segundo o presidente, os presentes deverão contribuir com R$ 70 para a realização do churrasco. "Vai ter vaquinha de R$ 70. Não vai ter bebida alcóolica se não a primeira-dama coloca todo mundo para correr", comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias