Eleições 2020

TSE enviará 1,2 mil baterias de urnas para garantir votação no Amapá

Não tem energia, mas vai ter votação. O estado enfrenta um apagão de energia elétrica desde terça-feira (3)

Agência Brasil
Cadastrado por
Agência Brasil
Publicado em 06/11/2020 às 21:25 | Atualizado em 06/11/2020 às 21:29
ANTONIO AUGUSTO/ASCOM/TSE
TSE - Tribunal Superior Eleitoral Urna eletrônica - FOTO: ANTONIO AUGUSTO/ASCOM/TSE
Leitura:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta sexta (6) que vai enviar 1,2 mil baterias de urnas eletrônicas para a Justiça Eleitoral do Amapá garantir a realização do primeiro turno das eleições municipais, que será realizado no dia 15 de novembro. 

O estado enfrenta um apagão de energia elétrica, provocado por um incêndio em um transformador da subestação da capital, Macapá. 

De acordo com o TSE, as baterias estão em Brasília e serão transportadas por aviões Força Aérea Brasileira (FAB). A carga dos equipamentos dura cerca de 10 horas. Dessa forma, segundo tribunal, as baterias que estão acopladas às urnas e as unidades extras que serão enviadas poderão garantir a realização da votação, que ocorrerá das 7h às 17h. 

Mais cedo, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá garantiu que as eleições serão realizadas. Em nota, o presidente do TRE, desembargador Rommel Araújo, disse que o governo do estado está trabalhando em conjunto com o governo federal para restabelecer o fornecimento e garantiu que haverá energia em todos os locais de votação. 

O fornecimento de energia elétrica foi interrompido por volta das 21h de terça-feira (3). De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o transformador que pegou fogo pertence à empresa concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) e foi totalmente destruído.  

 

Últimas notícias