ELEIÇÕES 2020

'Desenvolvemos um trabalho excelente', diz presidente do TRE-PE sobre eleições em Pernambuco

O Estado não registrou nenhum contratempo grave e repassou os dados das mais de 18 mil urnas eletrônicas no tempo correto, mas um problema técnico originado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acabou atrasando a divulgação dos resultados em diversas cidades

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 16/11/2020 às 0:32
Notícia

TV JORNAL
Frederico Neves é o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) - FOTO: TV JORNAL
Leitura:

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), desembargador Frederico Neves, considerou "excelente" o trabalho da instituição na realização das eleições municipais deste ano. O Estado não registrou nenhum contratempo grave e repassou os dados das mais de 18 mil urnas eletrônicas no tempo correto, mas um problema técnico originado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acabou atrasando a divulgação dos resultados no País, neste domingo (15).

"O TRE-PE havia transmitido todas as urnas, mas houve aquele problema de recepção dos dados. O ministro Barroso reconheceu que foi do TSE, que os tribunais regionais eleitorais não tiveram culpa nenhum pelo atraso, e isso nos deixou muito tranquilos porque, realmente, em Pernambuco, nos desenvolvemos um trabalho excelente graças a todos servidores, juízes, policiais, entre outros profissionais. Eu só tenho a agradecer ao povo de Pernambuco, imprensa e, acima de tudo, a Deus", disse o desembargador durante o último pronunciamento do dia, por volta das 22h40.

"Próximo mandato de quatro anos será de muitos problemas", diz presidente do TRE-PE

Horas antes, no balanço sobre o dia da votação no Estado, Neves ressaltou o clima de tranquilidade das eleições. Ele também destacou a missão dos próximos prefeitos e vereadores, contextualizando com as consequências socioeconômicas do atual cenário de crise sanitária imposta pela covid-19. "O próximo mandato de quatro anos será de muitos problemas, de problemas que surgiram com a pandemia. Houve aumento no número de desemprego, a economia desacelerada, as escolas fechadas, a saúde deficitária", disse o presidente do TRE-PE.

Ainda ao fazer o balanço deste domingo de votação, o presidente do TRE-PE frisou que "nunca ninguém viu, em Pernambuco, eleição mais tranquila do que esta em 2020" e que os problemas que ocorreram foram pontuais e eram esperados, como falta de energia, substituição de urnas que foram quebradas e congestionamento nacional do e-Título (aplicativo para obtenção da via digital do título de eleitor). "Pernambucanos exercitaram um ato fundamental de cidadania de forma pacífica. O resultado (da forma com que ocorreu a votação) foi altamente positivo." Foram 18.771 urnas este ano no Estado, e 211 (1,12%) foram substituídas por quebra, sem perdas de dados, segundo o TRE-PE.

O desembargador Frederico Neves também salientou o cumprimento das medidas de proteção contra a covid-19 para o eleitor votar com segurança. Ele disse que houve respeito ao horário preferencial, das 7h às 10h, para as pessoas a partir de 60 anos, e que a população compareceu às seções usando máscara e levando caneta.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias