eleições 2020

Sucesso na bola não é suficiente para vitória de Carlinhos Bala, Kuki, Chiquinho e Renatinho nas Eleições 2020

Kuki, Carlinhos Bala e Renatinho estão na lista de vereadores suplentes da Câmara Municipal do Recife. Augusto Carreras e Antônio Luiz Neto também não foram eleitos

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 16/11/2020 às 10:59
Notícia

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Carlinhos Bala recebeu 1.884 votos - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

Contemporâneos no futebol, os ex-jogadores Kuki e Carlinhos Bala apostaram na política para dar continuidade ao trabalho esportivo em Pernambuco. A dupla, porém, não teve sucesso. Kuki e Bala não reuniram votos suficientes para serem eleitos vereadores do Recife na Eleição que aconteceu no último domingo (15). Ídolo e atual auxiliar técnico do Náutico lançou candidatura pelo PSD e conseguiu 1.329 votos, enquanto Carlinhos Bala, candidato do PP, teve 1.884 votos. Eles não foram eleitos, mas seguem na lista como vereadores suplentes.

Carlinhos Bala nasceu em San Martin, no Recife, e pretendia oferecer oportunidades de desenvolvimento social para crianças carentes. Tudo utilizando as práticas esportivas, especialmente o futebol, seu esporte do coração.

Ele explicou a proposta. "Assim como eu saí de um bairro pobre, eu tinha um sonho de fazer um projeto de futebol. Eu vejo que tem muita criança se perdendo. Vamos supor, agora nessa pandemia… criança não está estudando, está parada em casa. Então é ocupar a cabeça dela com alguma coisa", disse o ex-jogador, que continuou. "E que esse projeto torne uma, ou várias crianças, em jogador de futebol. Faz tempo que Recife e Pernambuco não revela mais para o futebol brasileiro", completou. 

Em sua campanha com o PSB, Kuki defendeu a transformação e inclusão social por meio dos esportes e também levantou a bandeira da proteção dos animais. Quem também apostou na carreira política em 2020 sem sucesso foi o ex-meia do Santa Cruz Renatinho. Ele lançou candidatura no Avante e recebeu 363 votos, ficando na lista dos vereadores suplentes.

Olindense de Rio Doce, o ex-jogador Chiquinho lançou candidatura pelo Solidariedade a vereador de Olinda, mas também ficou na lista de suplentes. Depois que se aposentou do futebol profissional, ele iniciou trajetória na gestão pública como secretário-executivo de Esportes e secretário de Comunicação. Chiquinho recebeu 1.384 votos.

 

Ex-presidente coral também é suplente

O ex-presidente do Santa Cruz Antônio Luiz Neto (PSB) recebeu 6.580 votos, mas não conseguiu ser reeleito. O mandatário tricolor ficará de fora da Câmara Municipal do Recife após anos no cargo. No clube tricolor, Antônio Luiz Neto tem uma trajetória vitoriosa com a conquista de três Campeonatos Pernambucos e dois acessos nos anos em que esteve à frente da gestão, entre 2011 e 2014.

O ex-diretor do Sport Augusto Carreras (PSB), por sua vez, ganhou 4.441 votos, não foi eleito e também compõe a lista de vereadores suplentes. Durante a campanha, ele defendeu o desenvolvimento esportivo como aliado da transformação social, além de garantir incentivos para os atletas profissionais recifenses. Recebeu apoio de nomes de peso do esporte brasileiro como a pentatleta Yane Marques, medalhista olímpica e atual secretária-executiva da Prefeitura do Recife, do treinador Vanderlei Luxemburgo, que comandou o Sport em 2017. 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Augusto Carreras (@carrerasaugusto)

 


Comentários

Últimas notícias