Eleições 2020

Marília Arraes: 'O Recife vai voltar a ser o Recife'

Candidata a prefeita pelo PT, Marília Arraes escreveu artigo sobre suas pretensões para o Recife para os próximos quatro anos, caso seja eleita

JC
JC
Publicado em 28/11/2020 às 9:50
FOTOS : BRENDA ALCÂNTARA/ JC IMAGEM
Candidata a prefeita do Recife, Marília Arraes diz estar confiante com a vitória nas urnas - FOTO: FOTOS : BRENDA ALCÂNTARA/ JC IMAGEM
Leitura:

A pedido do Jornal do Commercio, a candidata a prefeita Marília Arraes (PT) escreveu um artigo sobre suas pretensões para o Recife para os próximos quatro anos, caso seja eleita.

"O Recife vai voltar a ser o Recife"

O Recife é uma cidade que tem o sorriso como marca registrada. Nos morros, no centro, na periferia, por todos os cantos, a gente se acostumou a ver energia e garra nas pessoas, mesmo com todas as adversidades. Porque o Recife não abaixa a cabeça. Nos últimos anos, percebemos que a alegria em ser recifense foi dando vez a um sentimento de abandono, que, com a nossa candidatura, se transformou em uma onda de mudança.

O Recife precisa de cuidado. Precisa de um olhar minucioso e carinhoso sobre seus problemas, que afetam a população no dia a dia. São questões que não se podem empurrar com a barriga ou fazer de conta que não existem. Moradia digna, transporte público de qualidade, creches que possibilitem às mulheres terem sua independência e às crianças um espaço para que sejam cuidadas.

Nos próximos quatro anos, não vamos reinventar a roda. Vamos usar o que temos de melhor - nossa criatividade, nossa capacidade de superar as dificuldades, nossa autoestima - para devolver ao povo do Recife o que ele merece e precisa: qualidade de vida.

A começar pela questão da moradia. Um gestor comprometido com a melhoria de vida do povo não pode fechar os olhos e dormir tranquilo sabendo que existem milhares de pessoas vivendo em condições subumanas. Nas palafitas que voltaram a tomar conta das beiras dos rios nos últimos oito anos. Nas encostas que ameaçam cair a cada gota de chuva.

Vamos trabalhar para dar a cada pessoa que está nessa situação a possibilidade de viver dignamente. Com o programa Palafita Zero, vamos buscar recursos para acabar com essa ferida, construindo residências dignas para essa população e não simplesmente levando-as para locais distantes: os residenciais serão construídos perto de onde elas moram, porque as raízes de convivência e pertencimento precisam ser mantidas.

Nos morros e nos altos, nossa proposta é erradicar os pontos de risco, com obras estruturadoras, que envolvem engenharia, pedra, cal e cuidado. Lonas plásticas e tinta colorida não resolvem o problema. O que dará tranquilidade aos moradores dessas comunidades é um trabalho sério e comprometido com a qualidade de vida.

Eu sou mulher e mãe. Milhares de mulheres e mães do Recife sofrem na pele diariamente um problema que deve ser resolvido com urgência: a falta de vagas nas creches. Sendo mulher e mãe, vou trabalhar todo dia para que a gente ofereça espaços para que essas mulheres e mães possam deixar seus filhos, com estrutura adequada e atendimento humanizado, e possam buscar sua independência. Porque, em 2020, lugar de mulher é onde ela quiser.

É como andar de bicicleta. A gente não desaprende. É o mesmo com o sorriso do recifense. Ele está já aparecendo. Ele se abre quando vê a possibilidade de resgatarmos a nossa cidade das mãos do atraso, do abandono, do descaso. E é com esse sorriso quente e escancarado que nós vamos nos abraçar para tornar o Recife aquela cidade que a gente se acostumou a ser e não esqueceu de quem é. Recife Cidade Inteligente, cidade da gente.

YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
A candidata Marília Arraes (PT) durante debate realizado pela TV Jornal - FOTO:YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias