DESPESAS

Governo Bolsonaro desembolsou mais de R$ 15 mi para comprar leite condensado em 2020

Executivo federal gastou outros R$ 32 milhões somente em pizza e refrigerante

JC
JC
Publicado em 26/01/2021 às 16:16
Notícia
Reprodução/Facebook
O Leite condensado, consumido pelo presidente durante o café da manhã, gerou gasto milionário. - FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

A divulgação dos gastos com comida do executivo federal, comandado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante o ano de 2020, estão chamando a atenção dos brasileiros nesta terça-feira (26). No total, foram gastos mais de R$ 1,8 bilhão em alimentos no ano passado. Um item da lista está recebendo destaque, o leite condensado. Somente com o doce, foram gastos mais de R$ 15 milhões. 

>> Parlamentares pedem que a União explique os gastos de R$ 1,8 bilhão com alimentação

>> Gasto do governo Bolsonaro com leite condensado vira meme nas redes sociais

As informações foram obtidas por meio de um levantamento do (M)Dados, do portal Metrópoles, e tem como base o Painel de Compras atualizado pelo Ministério da Economia. Em comparação com 2019, o gasto de R$ 1,8 bilhão no ano passado representa um aumento de 20%.

Na página do presidente no Facebook, é possível observar que o leite condensado costuma ser consumido com pão durante o café da manhã de Bolsonaro. Mas, não foi somente o gasto com leite condensado que chamou a atenção, outros itens consumidos constantemente pelo Executivo também ganharam destaque.

Pizza e refrigerante também aparentam ser bastante consumidos pela chefia do executivo. Somente com esses itens, foi gasto R$ 32,7 milhões. Outros R$ 2,2 milhões foram gastos com chiclete. Com frutos do mar, o consumo representou um gasto de mais de R$ 6 milhões. Enquanto as sobremesas diversas custaram mais de R$ 123 milhões.

De acordo com o levantamento, o Ministério da Defesa foi o campeão de gastos, utilizando mais de R$ 632 milhões em produtos alimentares. O Ministério da Educação aparece em segundo lugar, com um gasto de R$ 60 milhões. Em terceiro, o Ministério da Justiça, com mais de R$ 2 milhões utilizados em comida.

Em resposta ao Metrópoles, o Ministério da Economia afirmou que a maior parte das despesas foi feita pelo Ministério da Defesa “porque se refere à alimentação das tropas das forças armadas em serviço. Toda despesa efetuada pela Administração Pública Federal está dentro do orçamento”, afirmou por meio de nota.

Comentários

Últimas notícias