Ordem dos Advogados

Após reunião com Paulo Câmara, OAB Pernambuco confirma realização do exame de ordem para este mês de junho

A OAB chegou a avaliar o adiamento do exame por conta das restrições em Pernambuco

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 07/06/2021 às 13:57
Notícia
ALYSSON MARIA/DIVULGAÇÃO/OAB-PE
A realização da prova da OAB já havia sido autorizada pelo governador Paulo Câmara (PSB) nessa segunda-feira (7), após reunião com a vice-presidente da OAB-PE, Ingrid Zanella e o procurador-geral do Estado, Ernani Medicis - FOTO: ALYSSON MARIA/DIVULGAÇÃO/OAB-PE
Leitura:

Após reunião com o governador Paulo Câmara (PSB), nesta segunda-feira (7), a OAB Pernambuco confirmou que o Exame de Ordem ocorrerá normalmente no próximo dia 13 de junho, como previsto no edital. O encontro contou com a presença da vice-presidente da OAB-PE, Ingrid Zanella, e do procurador-geral do Estado, Ernani Medicis.

>> OAB avalia adiar exame de ordem por restrições em Pernambuco

Na ocasião, Ingrid Zanella entregou ao governador um ofício com as justificativas para a realização da prova, principalmente os atendimentos, por parte da Comissão Nacional organizadora do Exame, das regras sanitárias estipuladas pelas autoridades de saúde. Outra justificativa foi que, recentemente, o Estado liberou a realização de concursos públicos presenciais, com os atendimentos às regras sanitárias.

“Foi uma reunião extremamente positiva, principalmente pelo fato do governo ter atendido o requerimento da OAB Pernambuco e de confirmar que não há impedimento à realização do Exame de Ordem. Enfatizamos que a aplicação das provas ocorrerá dentro das regras sanitárias e que há milhares de candidatos e candidatos ansiosamente esperando por este momento”, afirmou Zanella.

A Comissão Nacional organizadora havia descartado adiamento do exame, mas que o caso de Pernambuco estava em análise em razão da recente edição, pelo governo estadual, de decreto estendendo as medidas restritivas por conta da pandemia. O fato gerou questionamentos dos candidatos à OAB Pernambuco, principalmente via redes sociais, sobre um possível impedimento à realização do exame em razão deste decreto. “Atuamos pela manutenção da data justamente para não deixar dúvida aos candidatos e candidatas de que haverá exame”, acrescentou Ingrid.

Para o exame do próximo dia 13, a OAB Pernambuco solicitou à Comissão Nacional organizadora que os candidatos que não puderem ou não quiserem comparecer à prova, em razão da pandemia, fiquem automaticamente inscritos para o próximo Exame de Ordem. Requereu também a ampliação dos locais de aplicação de prova. Os dois pleitos estão em análise pela Comissão Nacional.

Comentários

Últimas notícias