CEF

Recife quer contrair empréstimo de R$ 100 milhões para investir em infraestrutura e saneamento. Vereadores analisam autorização

Líder do governo na Câmara Municipal, o vereador Samuel Salazar (MDB) solicitou dispensa de prazo e tramitação em regime de urgência da proposta, o que foi acatado pela Casa na segunda-feira (28)

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 29/06/2021 às 16:14
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Montante deve contemplar uma série de serviços, entre eles obras de contenção de encostas - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Após a Prefeitura do Recife encaminhar à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei do Executivo 22/2021, que autoriza uma operação de crédito de R$ 100 milhões entre o município e a Caixa Econômica Federal (CEF), o Legislativo aprovou, na última segunda-feira (28), pedido de dispensa de prazo e tramitação em regime de urgência da proposta. A solicitação foi feita pelo líder do governo na Casa, o vereador Samuel Salazar (MDB).

Conforme informações repassadas pela assessoria do emedebista, a operação de crédito será viabilizada pelo programa de Financiamento de Infraestrutura e Saneamento (Finisa) e deve beneficiar aproximadamente 1,1 milhão de pessoas de vários bairros da capital. Agora, o PLE será apreciado pela Comissão de Legislação e Justiça, além da Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo municipal. Se aprovado, o projeto vai ser votado em plenário.

>> Projeto que autoriza Estado a contrair empréstimos para investir em infraestrutura passa na Comissão de Justiça

>> Em agenda com presidente da Caixa, João Campos se reúne com FBC. Líder de Bolsonaro no Senado nega reaproximação política

>> Parte dos projetos que modificam o sistema previdenciário do Recife segue para sanção do prefeito João Campos

>> O primeiro protesto de João Campos. E a responsabilidade ainda é de Geraldo Julio quando era prefeito

"Esse projeto é mais um passo importante que a gestão municipal faz no sentido de reforçar a infraestrutura urbana e ampliar a cobertura de saneamento básico da cidade, com predominância em áreas de alto risco, trazendo mais segurança e melhorando a qualidade de vida das pessoas", detalhou Salazar. "Essa verba vai transformar a realidade do Recife e dar mais dignidade aos moradores. Serão mais encostas, pavimentações, recuperação de praças e de conjuntos habitacionais e obras de drenagem", completou o vereador.

A equipe do parlamentar informa, por nota, que o PLE destaca que os recursos do financiamento serão usados na execução "de nove macro ações, cujas intervenções são nas áreas de infraestrutura, habitação, saneamento e saúde em diversos bairros do município, com ênfase em áreas de baixa renda, beneficiando mais da metade da população do Recife". O montante vai contemplar serviços de "pavimentação, recuperação de praças e conjuntos habitacionais, obras de contenção de encostas ações de drenagem, com a construção de canais para auxiliar no escoamento de água nos dias chuvosos, minimizando os pontos de alagamento, além de realizar o Hospital da Criança, um dos compromissos de campanha do prefeito João Campos (PSB)".

Samuel Salazar destaca que, devido a uma série de ações que estariam sendo adotadas pelo prefeito, a prefeitura está apta para contrair o empréstimo e investir na cidade. "É importante ressaltar que, devido a uma série de ações que a gestão do prefeito João Campos está, no sentido de promover o equilíbrio financeiro e das contas públicas do município, como o Plano de Ajuste Fiscal, a Prefeitura do Recife está apta celebrar essa operação de crédito. A Prefeitura encontra-se nos limites de endividamento municipal previstos em lei e esses recursos vão gerar melhorias, empregos e mais renda para nossa população", observou.

BRASÍLIA

Na última semana, durante passagem por Brasília, João Campos reuniu-se com o presidente da CEF, Pedro Guimarães, e com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) para, segundo ele, "discutir importantes projetos para o Recife". Na ocasião, a prefeitura informou que o socialista pleiteou uma parceria com o banco público para projetos viários na cidade.

Conforme dados passados pela gestão municipal na época, a solicitação "inclui a construção de conexões que encurtem distâncias físicas e socioeconômicas, valorizando o pedestre, o ciclista e o entorno de áreas importantes da cidade".

Comentários

Últimas notícias