CÂMARA DO RECIFE

Vereador quer que obras nas principais ruas e avenidas do Recife sejam feitas no período da noite

Segundo o autor da proposta, o projeto tem como intuito dar fluidez e não gerar pontos de retenção no trânsito, favorecendo o cotidiano já tão ''corrido'' dos recifenses

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 26/07/2021 às 8:23
Notícia
RODOLFO LOEPERT/PCR
A iniciativa é um pedido antigo de parte da população da capital pernambucana, mas que pode esbarrar em outros problemas, como o barulho durante a madrugada. - FOTO: RODOLFO LOEPERT/PCR
Leitura:

As obras de reparação e manutenção das principais ruas e avenidas do Recife podem ser proibidas de ocorrerem durante o dia. Isso porque um projeto de lei do vereador Marco Aurélio Filho (PRTB) prevê que tais serviços sejam executados apenas entre 22h e 6h. A iniciativa é um pedido antigo de parte da população da capital pernambucana, mas que pode esbarrar em outros problemas, como o barulho durante a madrugada.

Segundo o autor da proposta, o projeto tem como intuito dar fluidez e não gerar pontos de retenção no trânsito, favorecendo o cotidiano já tão “corrido” dos recifenses.

Justificativa

Ao justificar o projeto,o parlamentar diz que, com essa mudança, espera-se melhorar o trânsito do Recife, que, avaliação do peerretebista, "é caótico, principalmente nos horários de pico". "Nas principais vias e avenidas, para percorrermos alguns quilômetros levamos horas, dependendo do horário. A cada dia que passa, os engarrafamentos pioram, devido ao aumento de veículos, de modo que os cidadãos têm que sair cada vez mais cedo para chegar no horário marcado dos seus compromissos”, argumenta o vereador.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O parlamentar diz que, com essa mudança, espera-se melhorar o trânsito do Recife, que, avaliação do peerretebista, "é caótico, principalmente nos horários de pico" - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Ainda segundo Marco Aurélio Filho, a iniciativa não tem como objetivo prejudicar a realização de serviços de reparação ou manutenção das ruas e avenidas da cidade, mas encontrar um equilíbrio entre essas intervenções e as necessidades da população do Recife.

“Sabemos que são extremamente necessários os serviços de reparos e manutenção das vias e avenidas, assim como outros serviços sazonais, como o de poda das árvores, instalação e manutenção de sinalização horizontal, entre outros, mas a realização dessas intervenções em horários comerciais ou diurnos agrava a situação do fluxo do trânsito e causa transtornos aos motoristas, usuários do transporte público e transeuntes”, afirma o parlamentar.

Tramitação

A matéria se encontra sob a análise das comissões da Casa de José Mariano, como é conhecia da Câmara Municipal do Recife (CMR). Após a análise dos colegiados de Legislação e Justiça, Planejamento Urbano e Obras, e de Acessibilidade e Mobilidade Urbana, o projeto será submetido à votação em plenário.

Caso seja aprovado pelos parlamentares, o texto segue para a sanção ou rejeição do prefeito João Campos (PSB), de que o vereador Marco Aurélio é aliado.

R$ 40 milhões para obras

A Prefeitura do Recife vai gastar R$ 40 milhões para recapear e requalificar ruas e avenidas da cidade. A informação foi dada pelo prefeito João Campos, durante entrevista à rádio CBN, na tarde da última quarta-feira (21), sem explicar muitos detalhes. Sabe-se que a recuperação da malha viária da capital estava prevista para ser realizada em breve, ainda no segundo semestre deste ano.

Também de acordo com o gestor municipal, todas as regiões da cidade serão beneficiadas. Mas a prioridade será para os grandes corredores viários e por onde circula o transporte público, A relação das vias recapeadas, entretanto, ainda não foi informada pela prefeitura. “Estaremos investindo, no segundo semestre deste ano, R$ 40 milhões em recapeamento de ruas, sobretudo nos grandes corredores do Recife. Todas as regiões da cidade serão contempladas por esses investimentos, que podem até ultrapassar a casa dos R$ 40 milhões”, informou João Campos na rádio, sem maiores detalhes.

Os R$ 40 milhões serão recursos do município, obtidos através do programa Financiamento de Infraestrutura e Saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal (CEF). No dia 8 de julho, o prefeito sancionou uma lei autorizando a operação de crédito de R$ 100 milhões entre a capital pernambucana e a CEF. Pelas estimativas da PCR, o convênio deverá beneficiar mais de 1 milhão de pessoas de vários bairros da cidade.

Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Os recursos são do município, obtidos através do programa Finisa (Financiamento de Infraestrutura e Saneamento) da Caixa Econômica Federal (CEF) - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem

Os recursos do financiamento serão destinados à execução de nove macro ações, com intervenções nas áreas de infraestrutura, habitação, saneamento e saúde em diversos bairros do município, com ênfase em áreas de baixa renda, beneficiando mais da metade da população do Recife.

O crédito contemplará ainda serviços de pavimentação, recuperação de calçadas, praças e de conjuntos habitacionais, obras de contenção de encostas, ações de drenagem, com a construção de canais para auxiliar no escoamento de água nos dias chuvosos, minimizando os pontos de alagamento, além de realizar o Hospital da Criança, um dos compromissos de campanha do prefeito João Campos.

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Obras da Prefeitura do Recife em Campo Grande e na Encruzilhada continuam acontecendo, mesmo diante da pandemia do novo coronavírus - FOTO:BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias