Eleições 2022

Paulo Rubem Santiago desiste de participar de disputa no PSOL para concorrer ao Governo de Pernambuco

Ao JC, Paulo Rubem disse que o que o motivou a desistir de participar do pleito foi o processo escolhido pela legenda para determinar quem seria o candidato a governador

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 13/12/2021 às 18:35
NE10
Paulo Rubem Santiago - FOTO: NE10
Leitura:

Atualizada às 19h22

O PSOL anunciou, nesta segunda-feira (13), que o ex-deputado federal e professor universitário Paulo Rubem Santiago desistiu de participar da disputa interna que vai escolher qual integrante do partido concorrerá ao Governo de Pernambuco em 2022. Com a saída de Paulo Rubem, seguem no páreo o vereador do Recife Ivan Moraes e o advogado João Arnaldo, que no ano passado foi candidato a vice-prefeito da capital pernambucana ao lado de Marília Arraes (PT).

Através de nota, o presidente estadual do PSOL, Tiago Paraíba, afirmou que a direção estadual da agremiação acatou a decisão do ex-parlamentar de deixar a disputa partidária. "Respeitamos a retira do nome do companheiro Paulo Rubem. E deixamos claro que a unidade no PSOL-PE sempre está em primeiro lugar. A escolha foi pessoal e da mesma forma que acolhemos, acatamos a decisão dele", declarou, no texto.

>> PSOL inicia processo para escolha de candidato a governador de Pernambuco

>> Além de PT e PSB, outros partidos da esquerda pernambucana começam a se movimentar para as eleições de 2022

>> PSOL anuncia seus pré-candidatos ao Governo de Pernambuco e ao Senado

Ao JC, Paulo Rubem disse que o que o motivou a desistir de participar do pleito foi o processo escolhido pela legenda para determinar quem seria o candidato a governador. "A nossa intenção era que houvesse uma participação ampla na Região Metropolitana, Zona da Mata, Agreste, Sertão, já que nós temos milhares de filiados no Estado inteiro. Mas para a nossa surpresa, quem vai decidir a tática eleitoral e os candidatos não são os filiados, mas 50% dos delegados que participaram do último Congresso Estadual em outubro", detalhou.

"É salutar que apareçam vários nomes como pré-candidatos, não há nenhuma animosidade com relação a nenhum dos nomes postos, mas entendemos que sem a participação direta de todos os filiados, a gente termina consolidando uma espécie de colégio eleitoral, que na minha avaliação cerceia bastante a participação dos filiados. Por não me considerar representado por esse método, eu retirei o meu nome", completou Paulo Rubem Santiago, que não descarta concorrer a uma vaga na Câmara Federal.

Em nota, o PSOL disse que entende a decisão de Paulo Rubem, mas estranha a discordância "já que esse formato foi definido há mais de um mês pelo diretório estadual, do qual ele faz parte e que foi eleito nesse último congresso partidário". O Congresso do partido ocorreu em setembro e reuniu mais de 3,2 mil pessoas em 60 municípios, onde os 200 delegados estaduais foram eleitos, explica o partido.

"A direção estadual entendeu que um processo de prévias poucos meses depois do congresso poderia resultar em mais desgaste interno e custo para o partido. Além de entender que a base partidária já foi recentemente mobilizada e definiu por um caminho político", afirma a Direção Estadual. Por isso, a conferência estadual da sigla, em janeiro do próximo ano, foi escolhida para reestabelecer a correlação de forças internas e definir os candidatos majoritários.

SABATINAS

Desde o último sábado (11), o PSOL realiza um ciclo de debates com os pré-candidatos a governador pelo partido, sabatinas que devem se estender a té o fim de janeiro de 2022. "Nossa ideia é avaliar as propostas, anseios e desejos dos pré-candidatos para daí tomarmos uma decisão coletiva, numa conferência eleitoral, sobre quem disputará a vaga em 2022. Nosso processo é democrático, colaborativo e programático contando com a contribuição de toda militância do PSOL", explicou Paraíba, na última semana.

Após a fase de debates internos, o nome será escolhido na Conferência Eleitoral Estadual que também acontecerá em janeiro.

Comentários

Últimas notícias