ELEIÇÕES 2022

Sócio de ACM Neto, marqueteiro quer PT verde e amarelo na campanha

Sidônio Palmeira, substituto de Augusto Fonseca, tenta ‘desavermelhar’ a campanha do PT

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 14/05/2022 às 13:05 | Atualizado em 14/05/2022 às 13:05
Reprodução/Twitter @ptbrasil
Cores verde e amarela são utilizadas junto com o vermelho em evento de lançamento da pré-candidatura de Lula - FOTO: Reprodução/Twitter @ptbrasil
Leitura:

A campanha do PT nesta eleição pode mudar drasticamente, pelo menos no que diz respeito à cor vermelha, marca do partido. Para impulsionar o ex-presidente Lula, o publicitário Sidônio Palmeira – recém-contratado – quer dar à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) um tom que amplie seu alcance para além dos militantes, grupo que considera “fechado” e “à esquerda”, segundo apurou o Estadão.

A tática visa ampliar o alcance do discurso de Lula, fazendo acenos também ao empresariado.

De acordo com o Estadão, Sidônio é sócio de empreendimentos de cifras milionárias e ligado a políticos de centro-direita do PSDB e do União Brasil.

Sidônio foi escolhido semana passada para assumir a campanha petista ao Planalto, mas não irá abandonar de vez o vermelho, que perderá apenas parte do protagonismo.

Em um primeiro orçamento apresentado ao PT, Sidônio estimou um preço de R$ 44,5 milhões. O valor é próximo dos R$ 45 milhões pedidos por Augusto Fonseca, que deixou a comunicação da campanha na semana passada. O valor ainda não está fechado.

 

Comentários

Últimas notícias