De olho no copo: Escolher a bebida errada dificulta a perda dos quilinhos extras

MIRELLA MARTINS
MIRELLA MARTINS
Publicado em 25/10/2014 às 15:40
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Leitura:

Quem acha que apenas os alimentos são calóricos está muito enganado. Aquela dose que você pede na balada tem muitas calorias. É indiscutível que a comida é o alvo principal quando você quer perder peso. Mas apesar de a maior parte das calorias que consumimos estar nos pratos que comemos, as bebidas também podem ser responsáveis por uns quilinhos a mais. “É ainda mais perigoso porque o efeito é muito sutil”, disse a nutricionista Dana James, do Food Coach NYC, à versão eletrônica da revista Women’s Healthy. “Nós não costumamos avaliar o que bebemos do mesmo jeito de o que comemos, então não percebemos o quanto consumimos.” Dana diz que conhece mulheres que ganharam quilos extras “engordando” seus smoothies. A bebida pode ser uma boa maneira de consumir ingredientes saudáveis, mas também de ingerir uma carga maior de calorias. Adicionar extras como manteiga de amendoim, sementes de chia, sementes de linhaça e óleo de coco podem somar até 800 calorias a mais na sua bebida preferida.

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Segundo o sommelier do Pisco Lounge Bar, Paulo César, o álcool é sempre apontado como uma grande armadilha do ganho de peso, mas há maneiras de amenizar o efeito em sua cintura. “As melhores opções são vinho, champanhe e algum tipo de destilado com soda”, diz Paulo. Para facilitar, Paulo faz comparações de algumas bebidas com alimentos. “Uma cerveja equivale a um pedaço de bolo de fubá, uma dose de uísque a uma fatia de pizza e uma dose de cachaça a ingestão de dois brigadeiros”, exemplifica ele. Então se vai cair na balada neste final de semana, use as dicas para não sair do regime.

Últimas notícias