Pular corda: exercício e diversão

MIRELLA MARTINS
MIRELLA MARTINS
Publicado em 04/11/2014 às 8:07
Fotos: Reprodução/Internet
Fotos: Reprodução/Internet
Leitura:

O ato de pular corda é bastante antigo e aparece até mesmo em pinturas egípcias nos primórdios da civilização. Mas foi somente no século XVII, nos Estados Unidos, que a prática começou a fazer as primeiras referências ao esporte como conhecemos hoje, até que, em 1969, o professor americano Richard Cendali inventou a modalidade popularizada como Rope Skipping, que consistia em utilizar cordas pequenas e grandes para a realização de saltos e manobras, normalmente em sincronia com alguma música.

Fotos: Reprodução/Internet Fotos: Reprodução/Internet

Embora esse tipo de esporte não seja muito difundido no Brasil, crianças do país inteiro crescem brincando de pular corda, o que faz com que essa atividade recreativa seja popular até hoje. O que muita gente não sabe, entretanto, é que, além de ser uma brincadeira prazerosa, a prática desse exercício pode ajudar na perda de peso, prevenção da osteoporose e doenças do coração, além de tonificar músculos, melhorar a flexibilidade e aumentar o equilíbrio.

pular-corda-ajuda-a-emagrecer

Com 15 dias de treino, por exemplo, é possível perder até 4kg e deixar a silhueta mais enxuta. Se aliada a uma dieta balanceada, então, o resultado pode ser ainda mais impactante. Uma dica para intensificar o treino é alternar os movimentos, começando a pular com os dois pés, depois alternando e, por fim, em um pé só. O ideal é fazer séries que durem 2 minutos e fazer um intervalo de 10 segundos entre elas. Repita o processo de 8 a 10 vezes e não se esqueça de se hidratar o corpo antes, durante e depois do treino. Lembre-se também do aquecimento. Assim como em qualquer outro esporte, ele é essencial para evitar fadiga excessiva e possíveis lesões. Comece dando uma caminhada leve, depois pule rápido por 30 segundos e só então dê início à rotina de exercícios.

pular-corda-emagrece

Atenção especial também para o tipo de roupa a ser usado quando for pular corda. “Nada de roupas muito folgadas ou com babados, pois podem atrapalhar os movimentos e até mesmo enganchar no aparelho, causando acidentes”, explica Andrea Albuquerque, empresária à frente da Pratadacasa, especializada em moda fitness. Evite também roupas muito justas para não dificultar a circulação do sangue, o que pode acarretar fortes dores no corpo, dores de cabeça e até mesmo desmaios.

{8D4EDD40-4AB1-4D8D-BD23-98E506EDC804}_pular-corda-640

Últimas notícias