Ronaldo Fraga escreveu poema para apresentar coleção no SPFW

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 20/10/2015 às 9:00
Leitura:

São Paulo (SP) - A bela apresentação do desfile de Ronaldo Fraga, na segunda (19), não deve ficar restrita aos poucos que puderam assistir ao desfile na Fundação Bienal de São Paulo. Portanto, reproduzimos aqui o texto-poema de apresentação escrito por ele e as páginas do livreto que recebemos sobre o tema E por falar em amor...

Leia também: Ronaldo Fraga fez espetáculo sobre amor com performances de gênero e poliamor

-

Em tempos de guerra, falar de amor é um ato de subversão e resistência.

Esta coleção desenha algumas das diferentes formas dessa escrita.

Busca em cor e formas as variadas faces desse assombro desestabilizador que tem nos seus efeitos a mágica de provocar incêndio em geleiras, de perder-se no encontro, de morrer de sede em alto-mar. E o mais importante: de imprimir a leveza de uma pluma ao peso da existência.

O amor dá pano pra mangas, pra vestidos, pra ternos e para um guarda-roupa inteiro.

Aqui, o mesmo amor que faz chorar ao som da música de novela, se embola ao amor arrebatador de uma sinfonia de Tchaikovsky, deitado na cama com a Teresinha de Chico Buarque e tendo como cartilha os poemas eróticos de Hilda Hilst.

Nesse embolar de linhas o amor tece rendados enigmáticos, tramas em labirinto, bordados avassaladores.

Doce ilusão acreditar que esse vai e vem de agulhas possa ser aprendido nos velhos manuais de pontos e bordados.

Portanto, transformemos a razão em cifras musicais e resistamos a tempos áridos com os nossos corações de banana, de gelatina, de flores, de cactus...

 

Últimas notícias