SPFW - A modelo transgênero Valentina Sampaio é a cara da temporada

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 26/10/2016 às 7:00
Valentina Sampaio em desfile para À La Garçonne na São Paulo Fashion Week - Agência Fotosite
Valentina Sampaio em desfile para À La Garçonne na São Paulo Fashion Week - Agência Fotosite
Leitura:

São Paulo - Em toda temporada de São Paulo Fashion Week há uma face em destaque. Nesta 42ª edição é a de Valentina Sampaio, 19 anos, modelo transgênero de Fortaleza, que faz sua estreia na semana de moda. Valentina, que já havia participado do Dragão Fashion, na capital cearense, ficou famosa depois de estrelar a campanha da L'Oréal Paris no Brasil para o Dia Internacional da Mulher. Tornou-se porta-voz da grife francesa, ao lado de Grazi Massafera, Taís Araújo, Isabeli Fontana e Juliana Paes.

Morando em São Paulo há pouco mais de dois meses - para onde veio com manequim reduzido de 40 para 36, devido às exigências que o mercado requer -, Valentina divide endereço com outras modelos, estuda arquitetura à distância e concilia com a profissão. Na SPFW, a cearense que tem saudade do mar, onde surfava, contabilizava, até esta terça (25), dez grifes para as quais já havia desfilado ou estava para desfilar. Outras marcas ainda não haviam fechado a seleção de modelos. Numa pausa de backstage, a gente conversou rapidamente com Valentina. Acompanhe:

Valentina Sampaio para Fernanda Yamamoto - Zé Takahashi/FOTOSITE Valentina Sampaio para Fernanda Yamamoto - Zé Takahashi/FOTOSITE

Estrear já com dez desfiles confirmados... O que você pensa sobre isso?

Penso que é uma experiência incrível; de aprendizado para o meu trabalho e a minha profissão. É uma mistura de sentimentos, de nervosismo e ansiedade, mas ao final é tudo de bom, e o pensamento é sempre positivo de que tudo vai ocorrem bem.

Por ser transgênero e estar em visibilidade, você considera ter um papel de representatividade?

Sim... A moda é um instrumento que vai derrubando as barreiras; é um meio onde as coisas fluem mais livremente. O papel é o de conscientizar cada vez mais as pessoas de que todo mundo é igual e que as oportunidades têm que existir.

Incomoda quando a gente se remete ao fato de você ser transgênero?

De rotular? Sim, mas a gente está caminhando...

Seria o caso de refletir que é preciso falar sobre pra depois não mais falar...

Isso.

Valentina Sampaio para Patrícia Viera - Zé Takahashi/FOTOSITE Valentina Sampaio para Patrícia Viera - Zé Takahashi/FOTOSITE

Há modelos que são referência pra você?

Eu sempre procuro ser eu mesma, mas tenho, sim, referências: Isabeli Fontana Gisele Bündchen... E algumas do passado, como Brigitte Bardot, Brooke Shields...

Quais são seus sonhos?

Quero levar informação junto com a moda e me realizar na minha carreira. Chegar num bom lugar, ter a minha família por perto e me formar em arquitetura... Pretendo conquistar um a um.

Leia também:

"Hoje é o dia da favela invadir o fashion week!", mandou Emicida na estreia da Lab

Pochete na passarela

À La Garçonne, de Alexandre Herchcovitch, apresentou misturas "improváveis"

*Repórter viajou a convite da SPFW

Últimas notícias