Empresário de Niterói é indicado ao Prêmio Nobel da Paz

MIRELLA MARTINS
MIRELLA MARTINS
Publicado em 27/09/2017 às 9:32
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Leitura:

Luiz Gabriel Tiago, de 39 anos, foi surpreendido com uma notícia inesperada por ele, apesar de não ser novidade para outras pessoas. O rapaz, nascido em Niterói, Rio de Janeiro, está na lista dos indicados ao Nobel da Paz de 2018 devido ao seu trabalho na Pontinho de Luz, empresa que faz um "Treinamento Gentileza", com o objetivo de promover a empatia entre os participantes e o mundo. Atualmente, a rede conta com 35 mil pessoas no Brasil e em outros países.

"O tema gentileza sempre esteve muito presente em minha vida, mas era incoerente eu falar tanto nisto e não fazer nada. Pensei em fazer uma ONG, mas isso limitaria minha atuação, porque eu precisaria também de um meio de sobrevivência. Foi quando conheci o conceito de empresa social, que propõe um negócio e faz a roda da solidariedade girar a partir dele. Este tipo de iniciativa ganhou muito impulso em 2005, quando o Prêmio Nobel de Muhammad Yunus reforçou a importância dos negócios sociais. Ainda estou muito surpreso com toda essa repercussão sobre a indicação para o prêmio Nobel. Isto é maior do que qualquer coisa que pude imaginar", disse o rapaz em entrevista ao jornal Gazeta.

Em sete anos de trabalho, a rede que promove a solidariedade já arrecadou mais de 500 toneladas de alimentos para famílias carentes, além de executar programas que promovem ações solidárias, como abraços públicos e muito mais.

História

Além do belo trabalho, Luiz guarda uma trajetória de vida especial. Antes de começar o projeto, ele vendia café em uma praça do Rio pagar pagar os custos do pré-vestibular. A partir disso, começou a enxergar como era a vida das pessoas mais carentes. "Há quem nos critique por dar o peixe, acham que deveríamos ensinar as pessoas a pescar. Mas dar o peixe é o que eu sei fazer, e continuarei fazendo. Não posso ficar apenas no plano teórico porque, enquanto isto, as pessoas têm necessidades, sentem frio e fome", disse no papo.

Prêmio 

Além de Luiz, uma farmacêutica brasileira Maria da Penha, responsável pelo nome da lei Maria da Penha, também está na lista dos indicados. Vale ressaltar que não há nenhum vencedor do Brasil na história da premiação. Em tempo, o resultado deve sair apenas no fim do próximo ano.

Barack Obama, Malala, Nelson Mandela e outros nomes já conquistaram o Nobel da Paz.

Últimas notícias