Cunhado de Ana Hickmann pode ser acusado por homicídio

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 18/12/2017 às 20:36
Ana Hickmann entre o cunhado, Gustavo, e o marido, Alexandre Corrêa - Foto: reprodução
Ana Hickmann entre o cunhado, Gustavo, e o marido, Alexandre Corrêa - Foto: reprodução
Leitura:

Gustavo Corrêa, cunhado de Ana Hickmann, foi interrogado, nesta segunda-feira (18), sobre a morte de Rodrigo Augusto de Pádua. Em maio de 2016, num hotel em Belo Horizonte, Rodrigo, munido de revólver, rendeu Gustavo e o obrigou a levá-lo até o quarto onde estavam a apresentadora e também a mulher, Giovana Oliveira, ferida com um tiro após uma discussão. A ação no quarto culminou com a morte de Rodrigo, que levou três tiros na nuca, disparados por Gustavo, que conseguiu tomar a arma.

O Ministério Público de Minas Gerais, no entanto, já disse que vai acusar o cunhado de Ana Hickmann por homicídio doloso, quando há intenção de matar, por excesso de legítima defesa. "A pessoa já havia sido dominada e levou três tiros na nuca. Tenho que me ater ao que minha consciência manda", falou o promotor Francisco Santiago, do 2º Tribunal do Júri da capital, ao Estadão. A pena para esse tipo de crime varia entre seis e 20 anos.

Numa rede social, Ana Hickmann escreveu o seguinte: "Senhor, hoje minhas orações e todos os meus pedidos são para o meu irmão Gustavo. Proteja e cuida, de sabedoria e paz, mais uma vez de coragem e força o meu cunhado, tire de perto dele todo o mal e que suas palavras mostrem a verdade que sempre foi. Amém".

Últimas notícias