Carnaval: Os cuidados com o glitter e os olhos

Victor Augusto
Victor Augusto
Publicado em 07/02/2018 às 11:24
Nesse Carnaval, cuidado ao aplicar Glitter próximo aos olhos (Imagem: Reprodução)
Nesse Carnaval, cuidado ao aplicar Glitter próximo aos olhos (Imagem: Reprodução)
Leitura:

Nos últimos Carnavais o glitter e a purpurina conquistaram as fantasias, maquiagens e corações de muitos foliões, que hoje não saem mais para a folia sem eles. O que muitos não sabem é que, caso o pó colorido entre em contato com os olhos, o folião pode arriscar a integridade da sua saúde ocular.

Carnaval 2018: Casa no Recife Antigo oferece ‘day use’ com chopes artesanais

Contato do Glitter com o globo ocular

O primeiro passo é ter bastante cuidado para que o glitter não chegue em contato com os olhos. Mas caso aconteça, a oftalmologista Ana Karina Téles indica que a vítima deve tentar remover o elemento com a ajuda de água ou soro fisiológico.

"A vítima não deve mexer para que os grãos não aprofundem e seja preciso um procedimento maior para remoção. Não o bastante, não devem coçar e nem tentar retirar o corpo estranho em casa, para que o material fino e áspero não venha a arranhar a córnea, que é uma estrutura bastante sensível", alerta a oftalmologista.

Alergias nas pálpebras

Outro problema frequente entre os foliões que aderem o glitter e outros produtos, como cosméticos, como elementos do look, é a alergia nas pálpebras.

"Muitas vezes as pessoas usam produtos que podem causar irritação conjuntival e dermatite de contato nas pálpebras. É preciso observar a data de validade desses cosméticos e fazer a remoção quando chegar em casa com produtos neutros apropriados para este fim", explica Ana Karina Téles.

Últimas notícias