Bill Cosby e Roman Polanski são expulsos da Academia do Oscar

Victor Augusto
Victor Augusto
Publicado em 04/05/2018 às 8:45
Bill Cosby e Roman Polanski estão envolvidos em episódios de estupro (Imagens: Reprodução)
Bill Cosby e Roman Polanski estão envolvidos em episódios de estupro (Imagens: Reprodução)
Leitura:

O comediante Bill Cosby e o diretor Roman Polanski não fazem mais parte da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. A informação foi divulgada em um comunicado feito pelos organizadores do Oscar nessa quinta-feira (3). Essa é mais uma ação das organizações cinematográficas diante dos escândalos de assédio sexual, moral e estupros que assombram Hollywood nos últimos meses.

LEIA TAMBÉM: Hermila Guedes canta Waldick Soriano para divulgar filme “Paraíso Perdido”; assista

Bill Cosby foi declarado culpado por agredir sexualmente Andrea Constand. De acordo com o veredito, ele é culpado por três crimes: penetração sem consentimento, penetração em estado de inconsciência e penetração depois de ter administrado um entorpecente na ex-jogadora de basquete. O comediante de 80 anos, que ficou conhecido como "Pai da América" por seu papel paternal no The Cosby Show, pode enfrentar até 30 anos de prisão.

Roman Polanski admitiu que em 1977 teve relações sexuais com uma criança de 13 anos em Los Angeles. Após perceber que poderia pegar pena máxima pela ação movida pelos pais da garota, o franco-polonês fugiu para a França. Ele venceu o Oscar de melhor diretor em 2003 com o filme O Pianista.

Cosby e Polanski aumentam o time dos expulsos da Academia para quatro. Além deles, os expulsos são Harvey Weinstein e Carmine Caridi. O diretor deixou de fazer parte da instituição em outubro, após ser acusado por diversas mulheres por ter cometido má conduta sexual durante décadas, o que desencadeou no movimento #MeToo. Já o ator foi cortado em 2004, após distribuir cópias de filmes que seriam enviadas para outros integrantes.

Últimas notícias