Mãe de Demi Lovato comenta overdose da filha: "Não sabíamos se ela sairia dessa ou não"

Igor Guaraná
Igor Guaraná
Publicado em 19/09/2018 às 17:30
Demi Lovato e sua mãe, Dianna de La Garza. Foto: Reprodução/Instagram
Demi Lovato e sua mãe, Dianna de La Garza. Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

Em julho, Demi Lovato sofreu uma overdose e deixou todos preocupados com seu saúde, inclusive, óbvio, sua mãe, Dianna de La Garza. Em entrevista para o NewsMax TV, nesta quarta-feira (19), ela revelou, com detalhes, os momentos de pânico que vivenciou ao lado da filha. Apesar do difícil assunto, Dianna disse que soube do estado de saúde da cantora através do site TMZ.

“Ainda é uma coisa bem difícil de falar sobre. Eu começo a tremer um pouco quando eu lembro daquele dia. Eu estava olhando no meu telefone e recebi várias mensagens, falando que estavam rezando por mim, pela Demi e eu não sabia o que estava acontecendo. Antes de eu entrar no TMZ, para ver a notícia, eu recebi uma ligação da assistente de Demi na época e minha filha mais velha, Dallas, estava comigo. Nem tive tempo de dizer nada, e as próximas palavras que ela disse, são coisas que nenhuma mãe quer escutar. Ela disse que a Demi sofreu uma overdose e eu fiquei em choque, é algo que, como uma mãe, você nunca pensa em escutar", contou.

LEIA TAMBÉM: Família de Demi Lovato estaria tentando afastá-la definitivamente de Hollywood

Chegando ao hospital, Dianna entendeu o estado crítico no qual Demi se encontrava. “Chegamos lá o mais rápido que pudemos e fomos até a emergência e ela estava péssima. Mas eu falei para ela que estava lá e que a amava. Ela disse que me amava também. Ali eu nunca me deixei pensar que as coisas não ficaram bem. Eu rezei por todo o caminho e minha fé é muito forte e me ajudou a lidar com tudo isso. Nós não sabíamos por dois dias se ela conseguiria sair dessa ou não", afirmou.

Ela acredita que todo o apoio dos fãs livraram a cantora do pior. “Sinto que ela está viva hoje é por causa das milhares de orações que ela recebeu quando todos souberam o que aconteceu. Não acho que ela estaria aqui sem essas orações e os médicos, eles foram ótimos, um time que salvou sua vida. Posso dizer que Demi está indo muito bem, ela está feliz, saudável e está trabalhando na sua sobriedade e está buscando a ajuda que precisa. Que só isso já me encoraja sobre o futuro dela e o futuro da nossa família", concluiu. A entrevista completa, em inglês, você confere abaixo:

Últimas notícias