Escritora processa Globo por suposto plágio em "O Sétimo Guardião"

Victor Augusto
Victor Augusto
Publicado em 26/03/2019 às 11:43
Bruno Gagliasso e Marina Ruy Barbosa como Gabriel e Luz em
Bruno Gagliasso e Marina Ruy Barbosa como Gabriel e Luz em "O Sétimo Guardião" - Foto: reprodução
Leitura:

Mais um problema pode ter caído sobre O Sétimo Guardião. É que o colunista Ricardo Feltrim, do UOL, trouxe a notícia de que a Globo é alvo de um processo movido pela escritora Barbara da Cunha Coelho Rastelli, que alega plágio na obra assinada por Aguinaldo Silva. A carioca pede a suspensão imediata da atração e uma indenização por danos morais.

Barbara da Cunha é autora do livro As Muralhas da Vida Eterna: Uma Metáfora Sobre o Tempo (2015, editora AgBook) e afirma que a produção assinada por Aguinaldo Silva não só copiou o cerne. Ela afirma que trechos da sua obra podem ser encontrados na novela e que chegou a enviar uma cópia da sua produção à emissora em 2016.

LEIA TAMBÉM > Delícias de Páscoa para todos os gostos? Temos!

O colunista Ricardo Feltrim teve acesso ao processo, que é movido pela advogada Daniele Rabello, da Velirh e Barbosa Advogados. A petição foi feita na Justiça em Teresópolis, no Rio de Janeiro, e pede não somente a suspensão e a indenização por danos morais em R$ 150 mil.

Além disso, ela busca uma comparação entre as duas obras através de uma perícia e, ainda, uma análise do faturamento de O Sétimo Guardião. Assa exigência teria como fim a obtenção de parâmetros para uma indenização futura que poderia ser exigida.

Até o momento, nem a Globo nem Aguinaldo Silva se posicionaram sobre o assunto. Confira aqui a comparação entre trechos do livro e da novela.

Últimas notícias