Ana Maria Braga revela que já usou aplicativos de namoro

Victor Augusto
Victor Augusto
Publicado em 05/06/2019 às 9:31
Ana Maria Braga (Imagem: Reprodução)
Ana Maria Braga (Imagem: Reprodução)
Leitura:

Em entrevista ao Conversa com Bial exibido nessa terça-feira (4), Ana Maria Braga abriu seu coração para falar da sua vida. A apresentadora, chegou aos 70 anos desfrutando de consideração especial entre a geração que acompanha diariamente o seu programa e a que se diverte com seus memes nas redes. Moderna, ela revelou ao comunicador que já usou aplicativos de namoro.

LEIA TAMBÉM > Divulgadas imagens do laudo da mulher que acusa Neymar de estupro

"Uma amiga foi em casa, falei 'que legal, você pode escolher. Como faz?'. Fizemos uma foto que não era nada, parecia eu, mas não era. Aí abriu lá, é um negócio doido, eu estava olhando, mas não podia responder", contou Ana Maria. A apresentadora revelou que entrou no aplicativo usando um outro nome.

Apesar disso, a apresentadora revelou que se sentiu impedida de dar continuidade aos "matchs" por medo da exposição: "É legal aquilo. Mas eu não podia responder a verdade. Aquilo começou a ficar uma coisa de doido e falei: ‘não posso fazer uma coisa dessa porque não vou dormir’. E tinha cada cara legal! (...) Como eu ia explicar aquilo? É uma solidão terrível. Você não pode usar nem aplicativo. (...) Você não tem o direito de paquerar, de experimentar, fora de aplicativo mesmo. Não dá para sair".

Sobre os motivos, ela explica: "É uma bomba atômica. Qualquer bonitinho que convido para jantar... Imagina a situação: vamos no quiosque na praia e ele senta do meu lado... O que pode acontecer? Acabar a vida dele. Você não tem o direito de paquerar, experimentar. É uma solidão emocional".

Os problemas para estabelecer relações, porém, não fizeram Ana Maria Braga desistir de encontrar o amor: "Eu acredito no amor, acredito que a vida a dois é melhor que para um. Tem que ter noites para isso, coisa que não tenho pois durmo com as galinhas. Não interessa a idade ou condição social, o que se constrói na vida de verdade é você com sua família. Não que eu não goste de sexo, mas você tem que admirar e gostar de conversar. Se você tem um companheiro que tem o que dizer e receber algo de volta, é o grande milagre da vida, o amor".

Últimas notícias