Rachel Sheherazade é cortada de apresentar jornal às sextas após criticar Bolsonaro

MIRELLA MARTINS
MIRELLA MARTINS
Publicado em 18/08/2019 às 15:28
Rachel Sheherazade /Foto: Reprodução
Rachel Sheherazade /Foto: Reprodução
Leitura:

A apresentadora Rachel Sheherazade usou seu perfil nas redes sociais para falar do seu afastamento da apresentação do SBT Brasil, às sextas, mas não deixou claro o motivo. "Recebi uma determinação da empresa na semana passada. Também fui pega de surpresa, de que estava afastada às sextas-feiras por tempo indeterminado".  A jornalista pediu desculpas, mas disse ser impedida "por uma questão contratual" de dar mais detalhes.  "Não tenho como precisar quando voltarei, e se voltarei, a apresentar o 'SBT Brasil' às sextas".  Rachel tem contrato com a emissora até setembro de 2020 e brincou com a situação na parte final.  "Rachel Sheherazade de segunda a quinta, até segunda ordem. Resumindo, sextou mais cedo pra mim. Toda quinta-feira agora sextou pra mim. E pretendo fazer um bom uso desses dias", disse.

A emissora não deu maiores explicações. Alguns creditam como punição após  Sheherazade ter feito  diversas críticas ao presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais.  Luciano Hang, um dos principais anunciantes do SBT, chegou a pedir publicamente a Silvio Santos a demissão de Sheherazade. "O jornalismo da grande mídia esta todo contaminado com ideologias comunistas que destroem o nosso Brasil", disse Hang.

[uolmais https://tv.uol/18163]

Últimas notícias