"Nunca quis isso", diz Angélica sobre ser a possível primeira-dama do país

Igor Guaraná
Igor Guaraná
Publicado em 03/10/2019 às 16:03
Angélica não aguenta e cospe limonada ao vivo no 'Encontro'. Foto: Reprodução/Instagram
Angélica não aguenta e cospe limonada ao vivo no 'Encontro'. Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

Em entrevista à Marie Claire, Angélica confessou que anda apreensiva com a possível candidatura do marido, o apresentador Luciano Huck, à Presidência da República em 2022. Ainda assustada com a possibilidade de ser tornar a primeira-dama do Brasil, Angélica se diz honrada, mas garante que o posto nunca lhe passou pela cabeça.

"Não é um desejo meu. Seria uma honra? Claro. Mas nunca quis isso. No Brasil, em vez de a política ser algo do qual as pessoas se orgulham, dá medo", conta a apresentadora, que permanece na geladeira global há dois anos.

LEIA MAIS: Luciano Huck gravou “Caldeirão” no Recife antes de fazer palestra no REC’n’Play

"Mesmo sem ser candidato, Luciano já apanha de todos os lados. Estamos acostumados com fake news, mas de um jeito menos sujo. Por outro lado vejo isso, digamos, como um 'chamado', que ele não buscou. É uma coisa tão especial, que se ele decidisse se candidatar, o apoiaria.", contou.

Antes tratadas como boatos, Angélica confirmou conversas de Luciano Huck para uma futura candidatura. "Pode acontecer muita coisa boa, se Deus quiser, nos próximos anos. A perspectiva é essa? Não, a coisa está cada vez mais complicada", falou.

Ainda na conversa, ela se diz desconfortável com a imagem do Brasil no exterior. "Fomos viajar agora e é desconfortável ver como as pessoas veem o Brasil lá fora, com pena. Estamos vivendo downgrades, andando um pouco para trás e isso é muito assustador", concluiu a loira.

Últimas notícias