O lado obscuro da Casa de Vidro relatado por ex-BBB: "Ficava delirando"

Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 20/12/2019 às 8:38
Elenco da Casa de Vidro do BBB 9 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Elenco da Casa de Vidro do BBB 9 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Leitura:

O retorno do Big Brother Brasil na 20ª edição está dando o que falar. Recentemente, o diretor do reality, Boninho, deu a entender que a Casa de Vidro pode estar de volta. Para quem não lembra, essa é uma extensão do confinamento no mundo 'real'.

LEIA MAIS: BBB20: Em vez de youtubers, reality show traz atores para o ‘elenco’; entenda

Para quem não se lembra, esse confinamento funciona como uma bolha, onde é instalado em algum shopping do Rio de Janeiro ou São Paulo. O BBB já contou com a Casa de Vidro em 2009 e 2013, e com certeza levou os participantes à quase loucura. O espaço, inclusive, era quase claustrofóbico. Apenas 49 metros quadrados divididos para quatro pessoas.

Quem participou da primeira edição da 'bolha' foi o empresário Daniel Gevard. Ele havia se inscrito para participar do Big Brother Brasil 9, mas foi avisado que haveria a Casa de Vidro pelo próprio Boninho.

Daniel Gaevard na época do BBB 9 (Foto: Reprodução/Internet)

"Me arrasou psicologicamente por muitos anos seguintes. Ficava delirando e sofrendo com uma nova chance. (…) Hoje, nem me pagando o dobro eu entro naquilo", descreveu ao UOL. "Pensei em desistir várias vezes, tive insônia no hotel. Ser exposto em rede nacional não é algo que deixa ninguém feliz".

E, ao contrário do que se pensa sobre a Casa de Vidro, nem tudo era espontâneo. Os brothers tinham hora regrada para ir ao banheiro e tomar banho. De acordo com Daniel, "os banhos eram pela manhã, antes do shopping abrir. Íamos cercados de seguranças para dentro de uma loja, onde improvisaram um chuveiro". Enquanto isso, um banheiro químico estava disponível para os quatro participantes.

Últimas notícias