Marcelo Adnet revela que sofreu abuso sexual ainda criança

Samantha Oliveira Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 11/04/2020 às 10:21
Marcelo Adnet desabafou em entrevista à Veja (Foto: Reprodução/TV Globo)
Marcelo Adnet desabafou em entrevista à Veja (Foto: Reprodução/TV Globo)
Leitura:

Aos 38 anos, o humorista Marcelo Adnet conversou com a revista Veja, contando um pouco sobre o seu passado. Na publicação, feita na última sexta (10), o carioca fez uma revelação extremamente pessoal. Além de comentar sobre a profissão e posicionamentos políticos, Adnet contou que foi abusado sexualmente duas vezes ainda criança.

LEIA TAMBÉM: Viúva de Chico Anysio conta que comediante sofreu abuso sexual do próprio irmão ainda criança

Os episódios aconteceram aos 7 e 11 anos, e causam traumas no comediante até hoje. "Como grande parte dos brasileiros, fui educado com base em padrões que hoje não são mais aceitos. É claro que já devo ter sido machista, mas acredito que muito menos do que a média. E isso, certamente, tem a ver com traumas que sofri".

Questionado, Marcelo Adnet descreveu quando foi abusado sexualmente. Segundo ele, na primeira vez "nem sabia o que era sexo". Os atos foram praticados pelo caseiro de onde ele passava as féris na infância. "Ele me chantageava dizendo que, se contasse algo a qualquer pessoa, meu cachorro morreria. Eu era muito ingênuo. Um dia, quando só estávamos eu e ele em casa, foi para cima de mim. Senti uma dor imensa, mas durou pouco porque meus parentes, que tinham ido ao mercado, voltaram (…)", detalhou. De acordo com ele, o homem em questão foi pego em flagrante.

Já aos 11 anos, a violência foi cometida por um amigo próximo da família, o que ele chama de "pesadelo". "Ele não chegou a consumar o ato, como o caseiro, mas me beijou e passou a mão no meu corpo. Foram dois episódios difíceis", contou Marcelo Adnet.

Terapia

Para tentar lidar da melhor forma com o acontecido, que o assombra até hoje, Marcelo Adnet recorreu à terapia. Até então, ele não havia relevado publicamente sobre os abusos. "Para se ter uma ideia, só depois da morte desse conhecido da casa, há cerca de dez anos, consegui contar à minha família".

Atualmente, o também apresentador reflete que o constrangimento não é 'dele', e sim de quem o abusou. "O que fica é o susto, o trauma, a desconfiança".

LEIA TAMBÉM: Em desabafo, Xuxa detalha abusos sofridos na infância: “Falei que alguém tinha feito xixi na minha boca, mas diziam que era sonho”

Últimas notícias