Stênio Garcia fala sobre demissão da Globo: "Sílvio de Abreu exigiu minha cabeça"

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 30/05/2020 às 14:14
O ator Stênio Garcia (Foto: Reprodução/Internet)
O ator Stênio Garcia (Foto: Reprodução/Internet)
Leitura:

O ator Stênio Garcia, de 88 anos, em entrevista exclusiva ao site O Fuxico, contou que sua saída da TV Globo, em março, ocorreu por um pedido de Sílvio de Abreu, autor de telenovelas e há um tempo diretor de Teledramaturgia da emissora, cuidando de novelas, séries e humorísticos. "Se engana quem acha que meu contrato não foi renovado, foi bruscamente rompido de uma forma inacreditável por retaliação do Sílvio de Abreu", disse o ator, que era contratado pela emissora desde 1973.

"[Foi] após minha mulher [Marilene Saad], pela milésima vez, esclarecer o motivo de minha ausência [na TV]. Ela sempre me mostrava a indignação dos meus fãs e respondia no privado [da rede social]. Mas, um dia, achando que estava no particular, respondeu na página aberta [aos comentários]. Em seguida, todos voltaram e houve uma reunião, onde o Sílvio de Abreu exigiu minha cabeça, sem ao menos ninguém do departamento artístico ter falado comigo", relatou Stênio Garcia ao site O Fuxico.

LEIA MAIS:

Demitido da Globo, Stênio Garcia recebe convites para atuar no cinema e teatro

O motivo da retaliação, expõe Stênio, segundo O Fuxico, remonta a 1968, e envolve a atriz Cleyde Yáconis, falecida em 2013, com quem o ator foi casado e de quem Sílvio de Abreu era amigo e admirador. "Eu sou um senhor de quase 90 anos e fui demitido por retaliação, após ter ficado sete anos na geladeira da Globo. Amarguei todo esse tempo, porque ele [Sílvio de Abreu] riscava meu nome quando eu era escalado, chegando ao ponto de impedir os autores de mandarem sinopse pra mim. Sei que alguns insistiram e não conseguiram impedir um funcionário idôneo de exercer seu ofício, isso é crime previsto na CLT, sob pena de indenização e multa por assédio moral por causa da perseguição", desabafou o ator.

"Agora te pergunto: dei minha vida, minha arte e meus personagens a uma empresa que deixou o Silvio de Abreu fazer isso comigo durante sete anos?? Não sabiam que era crime? Não perceberam? Minha mulher esteve lá em 2019, e conseguiu falar com alguém, dizendo que eu queria e precisava trabalhar", finalizou.

LEIA TAMBÉM:

Rita Cadillac afirma que usou os R$ 600 do auxílio emergencial para pagar condomínio e luz

Imbróglio

Em março, Stênio Garcia tornou público que a TV Globo deu-lhe um ultimato: o ator teria que ser escalado para algum projeto da emissora, senão teria seu contrato reincidido. Após um apelo público, conseguiu da autora de novelas Glória Perez a promessa de um papel em sua próxima novela das 21h, sem previsão de ser produzida. No entanto, a demissão ocorreu de toda forma. "Após 47 anos de TV Globo, eu não faço mais parte do elenco da emissora, estando com total liberdade artística de agora em diante. Um ótimo domingo para vocês", disse o ator à época.

Stênio Garcia também ameaçou ir à Justiça, caso a TV Globo não cumprisse o que lhe fora prometido, segundo ele, continuar na casa estando escalado para uma produção da emissora.

LEIA AINDA:

Após ser demitido da Globo, Stênio Garcia enfrenta problemas de saúde

Últimas notícias