"É difícil ser livre e preto", desabafa Ícaro Silva sobre racismo

Samantha Oliveira Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 01/06/2020 às 10:33
O ator Ícaro Silva (Foto: Reprodução/Twitter)
O ator Ícaro Silva (Foto: Reprodução/Twitter)
Leitura:

Engajado sociopoliticamente, Ícaro Silva foi um dos nomes que se posicionou nas redes sobre a onda de protestos. Nos últimos dias, pautas antirracistas têm ganhado voz e manifestações após o assassinato de George Floyd, nos EUA.

No Instagram, o ator publicou um desabafo extremamente pessoal, além de homenagear o próprio pai. Ícaro Silva falou sobre a relação com o próprio cabelo e como o racismo permeou isso.

LEIA TAMBÉM: Viola Davis compartilha petição e exige justiça pela morte do brasileiro João Pedro, de 14 anos

"Ícaro de 13 anos sente uma fisgada de dor quando pensa que não teve esse cabelo. Porque não podia, 'não era bonito'. As pessoas na escola xingariam", escreveu. Na época, o ator não usava o seu cabelo natural. "Deixei [crescer] a contragosto, aos 15, para fazer um trabalho, que não trouxe muito, mas trouxe tudo. Nunca mais esqueci desse encontro".

Além da foto e do texto sobre o cabelo, Ícaro Silva contou que foi o pai quem o presenteou com um pente garfo. Na publicação, uma foto do objeto e o que ele representa até hoje: beleza e liberdade.

"Eu concordo com a Nina Simone quando ela fiz que 'Liberdade é não ter medo'. É difícil ser livre e preto. Sempre difícil. Quero duro é ver o genocídio da nossa gente e a faca podre e pestilenta do racismo surgindo".

Ainda assim, Ícaro Silva falou da inspiração que é o próprio pai. "Na real [esse] é um post de apreciação ao meu pai; que sobrevive como homem preto há quase 70 anos nesse inferno que é o Brasil".

Últimas notícias