Por cobrar explicações a Bolsonaro, Bruna Surfistinha é chamada de "prostituta": "Não vai me ferir"

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 25/08/2020 às 16:28
Bruna Surfistinha - Foto: reprodução
Bruna Surfistinha - Foto: reprodução
Leitura:

Como todo brasileiro devia fazer, Bruna Surfistinha cobrou do presidente Jair Bolsonaro explicações sobre os depósitos feitos por Fabrício Queiroz - ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro - na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que somam R$ 89 mil. "Presidente @jairbolsonaro, por que sua esposa Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?", diz a publicação no Twitter. Perfis apoiadores do presidente, no entanto, resolveram tentar atacá-la com xingamentos, mas sem efeito.

"Quenga, prostituta, puta, vadia... esses foram alguns dos elogios que recebi após meu post cobrando resposta do presidente. Não, senhor machista, você não vai me ferir com estas palavras. Sou tudo isso com orgulho. Continua que tá pouco", postou Bruna Surfistinha sobre as tentativas de xingamento.

Ora, ora, Bruna Surfistinha nunca escondeu que é prostituta. Manteve blog, concedeu entrevistas, inspirou filme e série de TV. Além do mais, as palavras usadas com a intenção de xingar revelam, como ela mesma diz, o machismo cada vez mais denunciado.

LEIA TAMBÉM:

Fábio Porchat ironiza crítica de Flordelis a especial de Natal do Porta dos Fundos: “Ué?”; ela é ré por homicídio do marido

Últimas notícias