Marisa Orth conta que posou nua por prazer e que deixou os portugueses horrorizados; Playboy dela é a 6ª mais vendida

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 27/08/2020 às 15:15
Marisa Orth - Foto: reprodução
Marisa Orth - Foto: reprodução
Leitura:

Marisa Orth foi a convidada do programa "Saia Justa" (GNT) desta quarta (26). Na atração, a atriz relembrou quando posou nua para a revista Playboy, em 1997, a reboque do sucesso e da popularidade alcançados no humorístico "Sai de Baixo", da TV Globo, em que interpretava Magda.

Capa e ensaio de Marisa Orth para a Playboy em agosto de 1997 - Montagem: reprodução

A revista que traz Marisa Orth na capa está entre as seis edições mais vendidas da Playboy no Brasil (veja raning abaixo), e seu ensaio foi recebido de forma particular em Portugal. A atriz contou que, à época, em viagem à Lisboa, onde também ficou bastante conhecida pelo trabalho em "Sai de Baixo", os lusitanos mostraram-se surpresos por ela ter posado nua.

"Eles perguntavam: 'Mas precisastes assim do dinheiro?'", relembrou Marisa Orth, imitando o sotaque dos portugueses. "Eu dizia que não, mas isso eu acho mais indecente [para eles] do que dizer que fiz por prazer", continuou. "Só que imagine se eu falasse que fiz por prazer com aquela chuva de flashs em cima de mim? Porque [para eles] é muito mais indecente fazer por prazer do que para vender."

"Imagine que coisa triste uma pessoa que não quer posar nua... uma mendiga que só tem a beleza do corpo para vender e é obrigada a fazer isso chorando. Não, eu fiz porque eu quis. O corpo é meu e os negativos [do ensaio] são meus até hoje. A revista é assumidamente dedicada ao público masculino, e eu sou a minha própria agente, a minha própria cafetina", falou Marisa Orth.

O "Saia Justa" falava sobre 'exposed' - a superexposição criminosa de mulheres fotografadas ou filmadas sem consentimento - e também sobre a liberdade de a mulher poder exibir o seu corpo como quiser.

LEIA TAMBÉM:

"Fiz por dinheiro, eu vivia de favor", revela Adriane Galisteu sobre ensaio nu para Playboy

Luana Piovani recorda capa da Playboy e se assume “biscoiteira” após comentários

Claudia Raia afirma que não se arrepende de ter posado para a capa da Playboy com 17 anos

Ranking

A Playboy mais vendida de todos os tempos no Brasil trazia na capa Joana Prado, conhecida como Feiticeira, com vendagem superior a 1,2 milhão de exemplares. Saiu em dezembro de 1999.

Em 2º lugar vem a Playboy de Suzana Alves, a Tiazinha, em março de 1999, que chegou perto do 1,2 milhão. Depois, em 3º, vem a de Adriane Galisteu, com mais de 1 milhão de exemplares, em agosto de 1995, quando ainda não era tão famosa, mas já conhecida como ex-namorada de Ayrton Senna.

Scheila Carvalho, à época dançarina do É o Tchan, alcançou o 4º lugar, em fevereiro de 1998. Em setembro de 1999, Carvalho voltou a estampar capa da revista, mas junto com Scheila Mello, que havia entrado para o grupo, substituindo Carla Perez. A capa dupla ficou em 5º.

Em 6º, então, tem Marisa Orth. O top 10 segue com Tiazinha (em ensaio de 2000); Feiticeira (também num novo ensaio, em 2000); Carla Perez; e Scheila Mello, num ensaio solo.

LEIA MAIS:

Adriane Galisteu relembra quando apareceu nua em um casamento durante ensaio para Playboy: "Morri de vergonha"

Últimas notícias