Perlla tem fotos e vídeos íntimos divulgados em aplicativo suspeito de pornografia

Samantha Oliveira Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 03/09/2020 às 9:36
A cantora Perlla, de 31 anos (Foto: Reproduçao/Instagram)
A cantora Perlla, de 31 anos (Foto: Reproduçao/Instagram)
Leitura:

Solteira, a cantora Perlla é acusada de transmitir conteúdo sexual por meio do aplicativo Bigo Live. As denúncias afirmam que imagens de mulheres seminuas, incluindo a própria artista, foram divulgadas.

LEIA TAMBÉM: Gracyanne Barbosa surpreende ao revelar seu próprio peso

No conteúdo em questão, Perlla aparece de lingerie mas com os mamilos à mostra. Os vídeos e fotos a mostram usando roupas sensuais, como calcinha fio dental e meia-calça arrastão.

A cantora possui uma conta oficial no aplicativo, mas também convida outras mulheres a trabalharem no app. Perlla afirma que é uma agente do tal Bigo Live. "Tenho mais de 180 pessoas na minha agência. A China precisa de representantes legis que tenham bastante influência", explica.

Em outra gravação, Perlla faz o convite pessoalmente para outras mulheres trabalharem no ramo. Contudo, ela garante que não é conteúdo pornográfico. "É proibido", garante. "Você ganha em dólares fazendo lives. (…) Temos 30 vagas e estamos priorizando mulheres."

O faturamento é alto - indo de mil até 15 mil dólares por mês para os agenciados. Apesar disso, Perlla nega que tenha sido acusada de produção de conteúdo adulto. "Não iria arriscar minha carreira de 16 anos assim. São jogos e lives saudáveis, a gente ganha pelo carisma. É proibido qualquer tipo de apelo sexual", justifica.

Últimas notícias