Felipe Neto é entrevistado pelo The Guardian e chama Bolsonaro de 'repulsivo'

Anneliese Pires
Anneliese Pires
Publicado em 12/11/2020 às 13:02
Felipe Neto (Foto: Reprodução/Instagram)
Felipe Neto (Foto: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Felipe Neto foi destaque, mais uma vez, em um veículo de imprensa internacional. Após ter um vídeo publicado pelo The New York Times e de ser eleito como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Times, ele deu entrevista ao britânico The Guardian e teceu inúmeras críticas ao governo de Jair Bolsonaro.

Ana Maria Braga rebate comentário de Bolsonaro, ao vivo, no ‘Mais Você’: ”País de guerreiros”

Neto disse que a figura do presidente é "ignóbil e repulsiva, com todo seu jeito rude e violento de ser". "O Brasil hoje é como uma casa em chamas: alguns moradores apoiam o fogo e outros simplesmente se recusam a pegar o extintor porque acham que é muito pesado, dá muito trabalho, é uma perda de tempo", comparou.

“Não é ignorante, é burro”, diz Felipe Neto sobre Jair Bolsonaro

O influenciador Digital é um dos principais antagonistas do governo Bolsonaro — apenas ele e o presidente foram eleitos pela Times — e já cobrou outros comunicadores para se posicionarem. "Onde estão os especialistas em comunicação orientando os líderes da oposição no Brasil?", questionou.

Felipe foi indiciado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro no início do mês por supostamente publicado conteúdo impróprio para crianças e adolescentes em seu canal. Felipe chamou a denúncia de "caluniosa" e vê uma forma de perseguição dos eleitores do presidente. "É apenas uma das muitas tentativas de perseguição e silenciamento praticadas pela extrema direita", afirmou.

Felipe Neto é indiciado por corrupção de menores e rebate: “Denúncias caluniosas”

Contudo, acredita que as campanhas de fake news diminuíram contra ele. "Eles perceberam que não funcionou, que a população não se voltou contra mim", completou. Ele ainda afirmou que os eleitores de Bolsonaro "se alimentam" do funcionamento de algoritmos e de mentiras e que "eles ficam mais fortes com mentiras e com radicalização".

Antônia Fontenelle se torna ré por associar Felipe Neto e Luccas Neto a pedofilia

Últimas notícias