TV Globo desiste de transmitir a Virada Salvador no lugar do "Show da Virada"; entenda

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 07/12/2020 às 14:53
Ivete Sangalo é uma das atrações da Virada Salvador - Foto: reprodução
Ivete Sangalo é uma das atrações da Virada Salvador - Foto: reprodução
Leitura:

A TV Globo, por causa da pandemia, não vai realizar edição do "Show da Virada" que há anos exibe no réveillon. Trata-se sempre de uma superprodução, gravada com público e muitos artistas. Em substituição, a emissora havia decidido transmitir o Festival Virada Salvador - que, neste ano, será realizado em apenas um dia, 31, no Forte de São Marcelo, sem público, com Ivete Sangalo e Gusttavo Lima. Mas, agora, a empresa recuou.

Novamente por causa da pandemia - desta vez, pela disparada no número de pessoas infectadas pelo coronavírus -, a TV Globo não irá transmitir a Virada Salvador, o que requereria o deslocamento de equipe técnica do Rio de Janeiro, onde fica a sede da emissora, à capital baiana. "Os crescentes casos de Covid em todo o país e as restrições anunciadas pelo Governo do Estado da Bahia" foram os motivos divulgados pela Globo em nota.

"A empresa avaliou a conveniência do deslocamento de equipes do Rio de Janeiro para Salvador, para a produção de uma transmissão em rede, ao vivo (TV Globo e Multishow), e optou por cancelar a exibição do show para preservar a saúde dos profissionais."

Assim, a TV Globo, no réveillon, vai reexibir o "Show da Virada" dos anos passados.

Treta

A propósito, a Virada Salvador deste ano causou indisposição entre os artistas baianos e o prefeito de Salvador, ACM Neto. A parceria de transmissão com a TV Globo (e também o Multishow, que é do mesmo grupo), além da Bandeirantes, dimensionou o projeto, que atraiu patrocinadores. Por causa do interesse nacional, apenas duas atrações foram escaladas - Ivete Sangalo e Gusttavo Lima - com cachês de R$ 1,5 milhão cada. A decisão causou uma grita entre a classe artística, que sofre sem ter trabalho em consequência da pandemia.

Numa fala pública, o prefeito ACM Neto sugeriu que as críticas tratavam-se de "dor de cotovelo" e continham "inveja". A fala foi repudiada, ao menos, pelo cantor, compositor e músico baiano Luiz Caldas, que publicou vídeo endereçado ao político.

"Só é respeitado quem respeita! O artista baiano tem talento de sobra pra não sentir inveja de nenhum outro, a Bahia já lhe deu régua e compasso, suas palavras atacando os músicos da terra me entristece profundamente. A nossa terra é especial por causa de todos. Todos ‘nós'".

Últimas notícias